ECONOMIA

Templos e entidades beneficentes serão isentas de ICMS na energia

Published

on

source
Igreja Universal
Divulgação

Igreja Universal

A proposta de isenção do ICMS das contas de consumo de energia para templos de qualquer culto e entidades beneficentes de assistência social foi aprovada nesta quinta-feira (12), em reunião extraordinária do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), vinculado ao Ministério da Economia. Com isso, o imposto sobre as contas de energia elétrica, cobrado desde outubro de 2019 no Estado do Rio de Janeiro, deixará de incidir na conta de luz.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

Há cerca de uma semana, o governador Cláudio Castro e o secretário de Estado de Fazenda, Leonardo Lobo, iniciaram uma articulação para destravar a votação do convênio, que estava parado no Confaz.

“Essa isenção é um reconhecimento da importância dos templos e entidades beneficentes, que desempenham um papel fundamental na assistência às pessoas mais necessitadas”, afirmou o governador.

A previsão é que o convênio seja publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (13). A partir daí, o Poder Executivo vai trabalhar para encaminhar o mais rápido possível um projeto de lei para a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro com o objetivo de internalizar o convênio, criando as regras para a isenção.

“Agora que a isenção está aprovada pelo Confaz, podemos retomar o benefício sem cometer violação ao Regime de Recuperação Fiscal”, explicou o secretário Leonardo Lobo.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

ECONOMIA

Renault transfere ativos para governo da Rússia

Published

on

source
Renault cede ativos para governo da Rússia
Divulgação

Renault cede ativos para governo da Rússia

 A montadora francesa Renault entregou suas atividades na Rússia para o governo de Vladimir Putin, na primeira grande nacionalização promovida pelo Kremlin após o início da invasão à Ucrânia.

“Foram assinados contratos para transferir os ativos russos do Grupo Renault para a Federação Russa”, diz um comunicado divulgado nesta segunda-feira (16) pelo Ministério da Indústria e do Comércio de Moscou.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

A montadora francesa controlava quase 68% da AvtoVAZ, maior fabricante de carros da Rússia e dona da marca Lada, mas estava sob pressão para sair do mercado russo por causa da guerra na Ucrânia.

A Renault tinha participação na AvtoVAZ desde 2008, mas poderá recomprar a fatia na empresa russa em até seis anos. O acordo também inclui a fábrica da companhia francesa em Moscou, que produzia modelos da Renault e da Nissan.

“Tomamos hoje uma decisão difícil, mas necessária”, disse o CEO da montadora, Luca de Meo, acrescentando que a cessão dos ativos para a Rússia é uma “escolha responsável” em relação a seus 45 mil funcionários no país.

Segundo o prefeito de Moscou, Sergey Sobyanin, a fábrica na cidade retomará suas atividades com a produção de carros da antiga marca soviética Moskvitch. “Não podemos permitir que milhares de trabalhadores fiquem sem emprego”, afirmou.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI