Esporte

Copa do Brasil: Hulk desequilibra e Atlético-MG derrota Flamengo

Published

on

O Atlético-MG saiu na frente do Flamengo na busca por uma vaga para as quartas de final da Copa do Brasil, ao derrotar o Flamengo por 2 a 1, na noite desta quarta-feira (22) no estádio do Mineirão, na partida de ida das oitavas de final. E o protagonista deste triunfo foi o atacante Hulk, que marcou um gol e fez a jogada do outro.

Porém, a equipe classificada será definida apenas no dia 13 de julho, quando as equipes voltam a se enfrentar no estádio do Maracanã, a partir das 21h30 (horário de Brasília).

Três dias após o Galo derrotar o Rubro-Negro por 2 a 0 pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, as equipes voltaram a medir forças, mas agora pela Copa do Brasil. A expectativa era enorme para ver como a equipe comandada pelo técnico Dorival Júnior atuaria na partida decisiva.

Leia Também:  Rugby: Brasil vence Colômbia e fatura vigésimo título sul-americano

Talvez tentando controlar mais as ações do confronto, o treinador do Flamengo optou por povoar mais o meio de campo, colocando uma trinca de volantes (Willian Arão, João Gomes, Andreas Pereira), e adiantar o uruguaio Arrascaeta para jogar como uma espécie de segundo atacante, bem próximo de Gabriel Barbosa.

Mas a opção parece não ter dado certo diante de um Atlético-MG que foi perigoso desde o início, e que abriu o placar cedo graças ao brilho de seu principal jogador. Logo aos 6 minutos de bola rolando, Mariano faz lançamento longo para Hulk, que, mesmo pressionado pelo zagueiro Rodrigo Caio e pelo goleiro Diego Alves, bateu de primeira, por cobertura, da entrada da área, para marcar um gol de grande nível de dificuldade.

E o camisa 7 do Galo voltou a dar prova da sua qualidade no segundo tempo, quando, aos 9 minutos, recebeu de Nacho ainda no meio campo, avançou em velocidade, se livrando de dois marcadores, e cruzou na medida para Ademir deixar o seu de cabeça.

Leia Também:  Flamengo bate o Goiás e alivia pressão momentaneamente

Com a desvantagem no placar o Flamengo partiu para o ataque. E, de tanto tentar, conseguiu diminuir aos 34 minutos, quando Rodinei recebeu na ponta direita e cruzou para Lázaro, que escorou para superar o goleiro Everson.

Agora as duas equipes voltam a se concentrar no Campeonato Brasileiro, no qual o Rubro-Negro recebe o América-MG no próximo sábado (25). No mesmo dia o Galo recebe o Fortaleza no Mineirão.

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Esporte

Brasil encerra Pan de Ginástica de Trampolim com nove medalhas

Published

on

O Brasil encerrou nesta terça-feira (28) a participação no Campeonato Pan-Americano de Ginástica de Trampolim, realizado na Arena 1 do Parque Olímpico da Barra, no  Rio de Janeiro, com a conquista de nove medalhas, sendo três de ouro.

O grande destaque da equipe brasileira foi Camilla Gomes, que garantiu duas medalhas douradas, uma no trampolim individual e outra no trampolim sincronizado ao lado de Alice Hellen. A terceira atleta do país a ficar no lugar mais alto do pódio foi Gabriela Cordeiro, campeã no trampolim individual categoria juvenil.

“Estou muito feliz. Minha primeira vez em um Pan-Americano, uma competição assim como essa, e é muito legal. Hoje contamos com o apoio da torcida, teve bastante gente aqui torcendo, eu até fiquei um pouquinho nervosa, mas estou super feliz”, declarou Gabriela à assessoria da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG).

Leia Também:  Com gols de Diego Souza e Janderson, Grêmio vence Novorizontino na Arena

Além das três medalhas douradas o Brasil terminou a competição com mais quatro pratas – no trampolim por equipes feminino (com Camilla Gomes, Alice Hellen, Ana Luiza Pereira Soares e Maria Luiza França Lopes Oliveira), no trampolim individual feminino (com Alice Hellen), no trampolim individual masculino juvenil (com Arthur Antunes Ferreira) e no trampolim individual feminino juvenil (com Alice Reis Albuquerque) – e dois bronzes – no trampolim individual masculino juvenil (com Marcos Paulo) e duplo-mini juvenil (com João Guilherme Silva).

Na opinião do coordenador geral da CBG, Henrique Motta, o evento foi de grande importância para o desenvolvimento da modalidade no país: “Esse evento é fundamental para o desenvolvimento esportivo da ginástica brasileira. É o segundo ano seguindo que a gente faz no Brasil e é muito importante para a modalidade dar a oportunidade desses jovens atletas e também aos mais experientes de estarem competindo em casa e ao mesmo tempo com porte internacional. Eles conseguem se preparar para as principais competições que têm ao longo da temporada de 2022 e do ciclo olímpico de Paris. O saldo esportivo, sem dúvida, é 100%”.

Leia Também:  Coluna - Futebol PC e tênis abrem maratona paralímpica de Mundiais

Edição: Fábio Lisboa

Fonte: EBC Esportes

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI