Esporte

Seleção feminina estreia no Mundial de basquete 3×3

Published

on

A seleção feminina de basquete 3×3 estreou, nesta quarta-feira (22), no Mundial disputado na Antuérpia (Bélgica) com uma vitória sobre a Áustria, por 16 a 14, e uma derrota para a França (atual medalha de bronze da competição), por 22 a 11.

“O primeiro jogo teve o lance do nervosismo. Estávamos ansiosas, nervosas. Vencemos aos trancos e barrancos. A França a gente já sabia que seria difícil, está entre as melhores seleções do mundo. Saímos do nosso padrão, queríamos muito ganhar, mas não jogamos como treinamos. Viemos para fazer história. É zerar para buscar as duas vitórias na sexta-feira e avançar ao mata-mata”, declarou Sassá, atleta do Santo André.

Leia Também:  Yamanitu Silva vai à final de duplas da classe Quad em Roland Garros

A equipe feminina do Brasil retorna à quadra na próxima sexta-feira (24), quando mede forças com os Estados Unidos, a partir das 7h20 (horário de Brasília), e com a Nova Zelândia, a partir das 10h20.

Pelo formato do Mundial, o primeiro colocado da chave vai direto para as quartas de final. E o segundo e terceiro passam para as oitavas de final.

Edição: Fábio Lisboa

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Esporte

Brasil encerra Pan de Ginástica de Trampolim com nove medalhas

Published

on

O Brasil encerrou nesta terça-feira (28) a participação no Campeonato Pan-Americano de Ginástica de Trampolim, realizado na Arena 1 do Parque Olímpico da Barra, no  Rio de Janeiro, com a conquista de nove medalhas, sendo três de ouro.

O grande destaque da equipe brasileira foi Camilla Gomes, que garantiu duas medalhas douradas, uma no trampolim individual e outra no trampolim sincronizado ao lado de Alice Hellen. A terceira atleta do país a ficar no lugar mais alto do pódio foi Gabriela Cordeiro, campeã no trampolim individual categoria juvenil.

“Estou muito feliz. Minha primeira vez em um Pan-Americano, uma competição assim como essa, e é muito legal. Hoje contamos com o apoio da torcida, teve bastante gente aqui torcendo, eu até fiquei um pouquinho nervosa, mas estou super feliz”, declarou Gabriela à assessoria da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG).

Leia Também:  Brasil assume o terceiro lugar geral no Mundial de natação paralímpica

Além das três medalhas douradas o Brasil terminou a competição com mais quatro pratas – no trampolim por equipes feminino (com Camilla Gomes, Alice Hellen, Ana Luiza Pereira Soares e Maria Luiza França Lopes Oliveira), no trampolim individual feminino (com Alice Hellen), no trampolim individual masculino juvenil (com Arthur Antunes Ferreira) e no trampolim individual feminino juvenil (com Alice Reis Albuquerque) – e dois bronzes – no trampolim individual masculino juvenil (com Marcos Paulo) e duplo-mini juvenil (com João Guilherme Silva).

Na opinião do coordenador geral da CBG, Henrique Motta, o evento foi de grande importância para o desenvolvimento da modalidade no país: “Esse evento é fundamental para o desenvolvimento esportivo da ginástica brasileira. É o segundo ano seguindo que a gente faz no Brasil e é muito importante para a modalidade dar a oportunidade desses jovens atletas e também aos mais experientes de estarem competindo em casa e ao mesmo tempo com porte internacional. Eles conseguem se preparar para as principais competições que têm ao longo da temporada de 2022 e do ciclo olímpico de Paris. O saldo esportivo, sem dúvida, é 100%”.

Leia Também:  Fluminense aplica histórica goleada sobre o Oriente Petrolero-BOL

Edição: Fábio Lisboa

Fonte: EBC Esportes

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI