manchete 3

Blog do Assem: a falácia de Minoru Kinpara e o seu enredo de poucas verdades

Published

on

Vi no concorrente trecho de uma entrevista em que Minoru Kinpara tenta transparecer bondade e coerência.
A hipocrisia gritou na fala do candidato.
É fácil se manifestar contra os ataques.
A falácia é de graça.
O que custa caro é convencer sinceridade.
O eleitor minimamente antenado tem ânsia de vômito diante de tamanha insensatez.
Quero ver o Minoru se dirigir à milícia criada pelo seu partido, o PSDB, e aos agregados da sua coligação, numa nota de poucas linhas ou num vídeo curto, orientando sua tropa do mal a cessar a artilharia pesada contra os demais candidatos.
Duvido o Minoru inverter os termos da declaração, assumindo, de público, uma ordem expressa para que sua militância se ocupe mais em mostrar propostas e pare, já, de xeretar a vida pessoal alheia.
Em campanha todo mundo é traído, é corno, veado, é maconheiro, trepa com A, B e C.
Parece correto para o senhor, candidato, as ilações sem limites?
É regra de um jogo sujo por si só?
Um educador supostamente decente admite isso como critério para ganhar votos?
O senhor não disse que deixou o PT por causa da corrupção?
E não é corrupção calar enquanto seus jagunços tramam nas redes sociais?
E a sua família, se for vítima de tais ofensas? Vai doer quanto?
Filhos menores, pais idosos, esposas, maridos e demais familiares que cercam o senhor estariam preparados para a execração?
Sorte a sua que Socorro Neri e Bocalom, principais alvos de sua quadrilha, estão mais preocupados em vencer a eleição por meios menos covardes.
Sim, por que o desrespeito à DIGNIDADE tem sido até aqui patrocinado pelos que perderam seus empregos no governo, por não serem confiáveis, por não serem, nem de longe, aliados de fato.
Não é verdade que o pau que dá em Chico dá em Francisco?
Já que o senhor não concorda com a injúria e a difamação, tome uma decisão honrosa e engrandeça a sua campanha. Peça-os para parar.
Senão será mesmo melhor que não seja prefeito.

Leia Também:  Blog do Assem: vereadores pidões atacam no 1º ato com Bocalom, que faz "ouvido de mercador"

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

manchete 3

Após “Inimigos da Educação”, sindicato lança campanha “Amigos da Educação”

Published

on

A estratégia do Governo estadual não saiu como o esperado após a aprovação do percentual de 5,42% oferecido aos servidores públicos. Revoltados, os trabalhadores prometem ser “uma pedra no sapato” dos gestores e dos deputados da base de apoio ao Executivo.
Logo após a votação na Aleac durante sessão extraordinária realizada na madrugada desta sexta-feira, 1° de abril, servidores da Educação deram início a campanha “Inimigos da Educação” que tem por objetivo mostrar para a população que foram os gestores e parlamentares que votaram a favor do governo e contra os servidores.
Já na tarde de hoje o Sinteac divulgou nas redes sociais a uma nova campanha, desta vez com objetivo de mostrar quem são os parlamentares que ficaram do lado dos servidores. Um banner comos dizeres “Amigos da Educação. Todos foram guerreiros. Obrigado deputados, passou a circular nas redes sociais.
Sindicatos como da Educação, Saúde, Médicos e Policiais Civis afirmaram que não darão trégua ao governador Gladson Cameli e também aos parlamentares da base de apoio do governo até o final das eleições.
Fonte: Notícias do Acre

Leia Também:  Prefeitura restabelece pontos facultativos dos dias 15, 16 e 17 de fevereiro

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI