manchete2

Editorial: jornalismo do Acre perde credibilidade ao “proibir” Bocalom de visitar a mulher com patologia degenerativa crônica

Published

on

Ninguém em sã consciência tem o direito de questionar Bocalom sobre suas viagens, a menos que provem que o prefeito não está trabalhando.
Ninguém terá razão, especialmente quando o prefeito, em finais de semana, feriados, ou durante emergência médica, se dedicar à assistência devida, como pai, marido, avô e tio, aos seus ente queridos.
Banalizam o afeto do prefeito à mulher, Dona Beth, que não teve sequer o privilégio de ver a vitória e posse do marido, acamada há anos, vítima de doença degenerativa patologia neurológica crônica, degenerativa e letal, a correr sério risco de morte, num leito de UTI improvisado na casa da família, numa cidade de Minas Gerais.
Nas redes sociais, ataques sincronizados parecem ter um propósito de gente que adora o mercenarismo e faz da sua conduta suspeita e falta de caráter um modo de ganhar a vida.
Impossível acreditar que um prefeito, há dois meses de tomar posse, tenha adotado uma estratégia vilã.
Longe de advogar em favor de Bocalom.
Mas bom senso é bíblico, independente da ocasião.
Deêm o apoio ao gestor.
Ou, se a sua ideologia política for outra, construa uma crítica construtiva.
Ou simplesmente cale-se !
A ilação, o ataque à honra, a injúria, a difamação são caminhos de quem não possui argumentos sólidos, convincentes.
Então devemos tratar o prefeito da capital como um usurpador? Alguém que se encanta em viajar por viajar, a gastar dinheiro público?
Não!
Que a assessoria jurídica da prefeitura entre em campo. Monitore o índice de maldade – certamente a mando de gente escrota, ignorante e oportunista – , e façam-nos provar suas denúncias.
Imprensa livre é uma coisa.
Imprensa marrom são outros 500.

Leia Também:  Bocalom vai ao Serviço Geológico do Brasil e anuncia projeto de poços artesianos na capital: "a gente não aguenta mais beber água do rio"

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

ACRE

Saúde realiza entrega de itens hospitalares às UPAs

Published

on

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), entregou às unidades de pronto atendimento (UPAs) de Rio Branco nesta segunda-feira, 11, itens hospitalares e cadeiras de rodas.

Entre os produtos estão os objetos hospitalares funcionais, como bandejas, cubas, comadres e papagaios, e também instrumentos cirúrgicos.

A aquisição foi realizada por Fonte 100 da Sesacre, cujo valor gira em torno de R$ 1 milhão e contempla as unidades estaduais de todos os municípios acreanos, a começar pela capital.

Arquivo Secom

A secretária de Saúde, Paula Mariano, lembra que há mais de dez anos o Estado não realizava a aquisição desses materiais em grande quantidade.

“Estamos fazendo a distribuição, que contempla todo o estado, para equipar e proporcionar melhor qualidade no atendimento à população”, destaca.

Por Agência de Notícias AC

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Com Covid e isolado, Bocalom dá adeus à campanha de rua e não poderá votar domingo
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI