NOTÍCIA 1

“Amigo da onça”, casal Bittar “abandona” Cameli e prova não ser digno de confiança

Published

on

Partidos, dirigentes, políticos com e sem mandato manifestaram solidariedade a Gladson Cameli nesta quinta-feira. Dentre os senadores, Mailza Gomes até fez orações e desejou serenidade para que o governador contorne a crise. Petecão, obviamente, pré-candidato em 2022, destilou hipocrisia no Instagram pelo que chamou “piedade do meu Acre”.
O mais natural de quando se acontece um episódio da magnitude do que foi a operação da CGU e PF contra empresários e integrantes do governo estadual seriam notas e posicionamentos de partidos e aliados do Palácio Rio Branco.
Foi preciso o governador mostrar atitude e firmeza de quem nada deve para manter a sua agenda no interior normalmente e falar abertamente sobre o ocorrido.
Gladson disse que ninguém mais que ele tem interesse em apoiar qualquer suspeita de corrupção e que a Polícia está correta em investigar, pois ele tem seu CPF limpo e quer todo e qualquer desvio de conduta de membros de seu governo descoberto.
Aliás, no tocante à imprensa, nenhum governante deixa redatores mais livres do que este que está aí. A censura era gritante na era PT – e todos sabem disso.
O que chamou atenção foi a covardia de alguns aproveitadores da política, aqueles que sufocam o governador por espaço dentro do governo e brigam para ver quem é mais aliado nos bons momentos.
Bittar apresenta “contas homéricas” a cada reunião com Gladson. Parece insano na busca por poder, nem que para tanto ferre a vida do verdadeiro motivo da governabilidade: o povo.
Os amigos se conhece nas dificuldades, por isso Gladson deve ficar atento a quem se esconde, se acovarda, mas também enxergar aqueles que não pensam duas vezes antes de reafirmar a lealdade e solidariedade.
O senador Márcio Bittar (PSL) não escreveu uma linha em nenhum perfil de rede social, ou mesmo soltou uma nota em solidariedade em apoio ao governador. Márcia Bittar, que espera ser “ungida” a pré-candidata ao Senado na chapa de Gladson, é outra a quem não se deve esperar fidelidade, tampouco confiança.
Imagine se os Bittar não fossem tão prestigiados no governo.
Navegar em águas calmas faz de todo mundo marinheiro, mas é só aparecer uma tempestade que todos correm para a margem.
Ou quase todos.
Que o sinistro desta quinta sirva de lição – ao povo e ao próprio governador dos acreanos.
 

Leia Também:  Márcio Bittar volta a atacar professores: "descarados"

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

manchete2

Rio Branco e outras cidades do Baixo, Alto Acre e Purus avançam para bandeira verde em avaliação do Comitê Covid

Published

on

As regionais do Baixo Acre, Alto Acre e Purus avançaram para a bandeira verde, que representa cuidado, na avaliação do Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19. Já as regionais Juruá e Tarauacá/Envira permaneceram em bandeira amarela, que é de atenção.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (1º) pelo governo do Acre e representa o período de avaliação do dia 13 a 26 de março.

Na última avaliação, divulgada no dia 7 de março, o governador Gladson Cameli manteve todas as cidades do Acre em nível de atenção (bandeira amarela) na classificação de risco da pandemia até o dia 31 de março, após aumento de casos no mês de fevereiro.

Porém, em março os indicadores voltaram a apresentar uma melhora no número de casos e mortes.

Regiões

  • Alto Acre: Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri – faixa verde;
  • Baixo Acre e Purus: Acrelândia, Bujari, Capixaba, Jordão, Manoel Urbano, Plácido de Castro, Porto Acre, Rio Branco, Santa Rosa do Purus, Sena Madureira e Senador Guiomard – faixa verde;
  • Vale do Juruá e Tarauacá/Envira: Cruzeiro do Sul, Feijó, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter, Rodrigues Alves e Tarauacá – faixa amarela.
Leia Também:  Jogando para Plateia, vereador do MDB ignora quase 400 mortos por Covid-19

Como funciona a fase verde

Na fase verde podem funcionar os seguintes estabelecimentos: Restaurantes, bares, pizzarias, sorveterias e outros estabelecimentos similares. Além de teatros, cinemas e apresentações culturais, como também evento religiosos com 80% da capacidade.

Lojas de móveis, eletrodomésticos, eletrônicos, comunicação, informática, áudio, vídeo e colchoarias podem continuar funcionando com todos os protocolos sanitários e aumentando a capacidade limitada de 80%, além de delivery e drive-thru.

A regra vale ainda para lojas de materiais de construção, empresas e obras do ramo da construção civil e demais estabelecimentos como olaria, cerâmicas, serraria, marcenarias e marmorarias.

Feiras livres, comércios de rua, ambulantes e outros também seguem abertos seguindo as orientações de segurança. Para hotéis, shoppings, salões de beleza e motéis a capacidade de funcionamento é a mesma.

Com informações Ecos da Notícia

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI