NOTÍCIA 1

Em agosto, Acre registrou queda de 65% nos óbitos por Covid-19

Published

on

O Acre registrou 12 mortes por Covid-19 no mês de agosto. O número significa uma queda de 65% em comparação com os 34 óbitos apontados em julho, que também já notificava uma queda de 35% em relação às 52 mortes ocorridas em junho.
Para se ter a dimensão da pandemia local, até esta quarta-feira, 8, o Acre havia registrado 1.815 óbitos pela doença. O mês de março de 2021 foi o mais letal pela Covid-19, com 359 mortes registradas no estado.

Esse é o resultado de um amplo trabalho do governo do Estado envolvendo governo federal, prefeituras, poderes Legislativo e Judiciário, instituições públicas e privadas, além de toda a sociedade civil para a contenção da doença no estado.
Desde o início da pandemia, a gestão estadual, com apoio do governo federal, expandiu como nunca na história o número de UTIs em todo o estado, além de montar dois hospitais de campanha, um em Rio Branco e outro em Cruzeiro do Sul, e transformar o Hospital Regional Raimundo Chaar, em Brasileia, em referência para a regional. A contratação de novos profissionais e aquisição de insumos, medicamentos e equipamentos também foi essencial no combate.
Atualmente, dos 70 leitos de UTI existentes em todo o estado, apenas 8,57% estão ocupados, enquanto, dos 126 leitos clínicos disponíveis, 8,73% seguem com pacientes. As equipes de Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) garantem ainda que, caso haja um novo surto da doença, principalmente devido às suas variantes, a abertura de mais leitos e vagas de UTI é possível.
O governador Gladson Cameli acredita que, com a manutenção das medidas sanitárias de distanciamento social, uso de máscaras e limpeza das mãos, além do avanço da vacinação, que já cobre os grupos de risco no estado, o Acre deve começar a ver novos rumos de normalidade na luta contra a Covid-19.
O Acre já recebeu 953.833 doses de vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde, distribuídas de forma célere a todos os 22 municípios pelo Estado, enquanto que as prefeituras são responsáveis pela aplicação na população.

Leia Também:  Morre em Rio Branco dona Maria da Graça, mãe do ex-deputado Ney Amorim

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

manchete2

Rio Branco e outras cidades do Baixo, Alto Acre e Purus avançam para bandeira verde em avaliação do Comitê Covid

Published

on

As regionais do Baixo Acre, Alto Acre e Purus avançaram para a bandeira verde, que representa cuidado, na avaliação do Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19. Já as regionais Juruá e Tarauacá/Envira permaneceram em bandeira amarela, que é de atenção.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (1º) pelo governo do Acre e representa o período de avaliação do dia 13 a 26 de março.

Na última avaliação, divulgada no dia 7 de março, o governador Gladson Cameli manteve todas as cidades do Acre em nível de atenção (bandeira amarela) na classificação de risco da pandemia até o dia 31 de março, após aumento de casos no mês de fevereiro.

Porém, em março os indicadores voltaram a apresentar uma melhora no número de casos e mortes.

Regiões

  • Alto Acre: Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri – faixa verde;
  • Baixo Acre e Purus: Acrelândia, Bujari, Capixaba, Jordão, Manoel Urbano, Plácido de Castro, Porto Acre, Rio Branco, Santa Rosa do Purus, Sena Madureira e Senador Guiomard – faixa verde;
  • Vale do Juruá e Tarauacá/Envira: Cruzeiro do Sul, Feijó, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter, Rodrigues Alves e Tarauacá – faixa amarela.
Leia Também:  Quenisson, policial penal que atirou na cabeça da mulher, começa a ser julgado, em Rio Branco

Como funciona a fase verde

Na fase verde podem funcionar os seguintes estabelecimentos: Restaurantes, bares, pizzarias, sorveterias e outros estabelecimentos similares. Além de teatros, cinemas e apresentações culturais, como também evento religiosos com 80% da capacidade.

Lojas de móveis, eletrodomésticos, eletrônicos, comunicação, informática, áudio, vídeo e colchoarias podem continuar funcionando com todos os protocolos sanitários e aumentando a capacidade limitada de 80%, além de delivery e drive-thru.

A regra vale ainda para lojas de materiais de construção, empresas e obras do ramo da construção civil e demais estabelecimentos como olaria, cerâmicas, serraria, marcenarias e marmorarias.

Feiras livres, comércios de rua, ambulantes e outros também seguem abertos seguindo as orientações de segurança. Para hotéis, shoppings, salões de beleza e motéis a capacidade de funcionamento é a mesma.

Com informações Ecos da Notícia

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI