NOTÍCIA 1

Gladson Cameli prestigia inauguração da usina fotovoltaica da Vila Restauração

Published

on

“Bom dia, bom dia, bom dia”, assim dizia a voz alegre que saia dos alto-falantes do centro da Vila Restauração. Às seis da manhã, o locutor anunciava a terça-feira, 26 de outubro, uma data que ficará marcada para os moradores da comunidade com a inauguração da usina fotovoltaica que garante energia elétrica 24 horas por dia.

Usina foi inaugurada na terça-feira. Foto: Diego Gurgel/Secom

O governador do Acre, Gladson Cameli, prestigiou o evento de inauguração da usina que também é fruto de intervenções feitas durante o período em que era senador da República. Na época, o agora chefe do Executivo, promoveu reuniões junto ao governo federal e a Energisa, visando garantir energia ininterrupta e melhorar a qualidade de vida dos moradores.
Às margens do Rio Tejo, no interior do Acre, quase na divisa com o Peru, os moradores da vila sofriam com o acesso à energia que era disponibilizada apenas três horas por dia.
A vila, que é localizada dentro da Reserva Extrativista do Alto Juruá, a 70 km do centro do município de Marechal Thaumaturgo, era abastecida por um gerador a diesel, poluente e caro, custeado pelos moradores e a Prefeitura.

O projeto

Famílias terão energia elétrica 24 horas por dia. Foto: Diego Gurgel/Secom

Este é um projeto da Energisa Acre em parceria com a Alsol e que disponibiliza energia limpa e contínua por meio de um sistema que inclui geração solar fotovoltaica e armazenamento de energia, melhorando a qualidade de vida das cerca de 200 famílias da vila.

Energia que restaura esperança

Moradores da Restauração há 26 anos, o casal Juscelino de Souza e Zumira dos Santos criou 13 filhos sob a luz do luar. A vida não foi fácil durante todo esse tempo em que coisas simples como manter os alimentos conservados não era possível pela falta de energia elétrica.

Moradores comemoram o fato de ter acesso à energia elétrica o dia todo. Foto: Diego Gurgel/Secom

“Era muito difícil. A gente perdia muitos alimentos que apodreciam. Meu esposo cansou de caçar, trazer a caça para casa e não ter como guardar os alimentos. Quando fazia sol, a gente secava, mas quando não fazia, estragava”, relatou dona Zumira de 56 anos.
Quando chegou na vila com a esposa, Juscelino tinha apenas 33 anos e três dos 13 filhos. Na época, o local tinha poucos moradores e nenhum tipo de energia elétrica. Durante a noite, eles usavam lamparina ou vela.
Há cerca de dois anos, com apoio da prefeitura, conseguiram um gerador que produzia energia para o consumo das 18h às 21h. Com a inauguração da usina fotovoltaica, os moradores passam a visualizar outros horizontes e a ter uma nova expectativa de vida.
Agora com 59 anos, o senhor Juscelino se diz satisfeito com a benção recebida. “Hoje o que a gente sabe é que ninguém precisa se preocupar. Na hora que minha esposa quiser lavar, engomar roupa, não tem esse negócio de esperar a hora da energia. A hora agora é o tempo que ela tem”, disse.

Leia Também:  Blog do Assem: Bestene desmente fake sobre Gladson no PSDB: "isso é mentira"

Solenidade

Durante a solenidade de inauguração, as autoridades foram unânimes em falar da felicidade de poder ver a energia chegar em uma comunidade com acesso tão difícil.
“Faz quanto tempo que vocês sonhavam em ter o direito que cada cidadão tem de ligar sua televisão sem ter hora marcada? Aqui não é partido, não é prefeitura, não é governo ou iniciativa privada. É a união e a determinação. Aqui a população tem que estar em primeiro lugar”, afirmou o governador Gladson Cameli.

Governador falou da importância da ação para garantir melhorias para a comunidade. Foto: Diego Gurgel/Secom

Como de costume, Gladson sensibilizou a população sobre a importância da vacina contra a Covid-19. “Eu estou fazendo tudo que eu posso. Vão se vacinar e não brinquem com esse vírus. Eu não posso falar de investimento se eu não cuidar da vida dos outros”, disse.
Ele também pediu para que os moradores da Vila cuidem bem da energia que passaram a receber e utilizem conscientemente. “Vamos cuidar daquilo que é de vocês para que possamos cada vez mais diminuir as dificuldades. O que a Energisa está fazendo mostra o compromisso com as pessoas, com o estado. Trazer toda uma mobilização dessa aqui não é fácil”, destacou.
O subprefeito da Vila Restauração, Eládio Furtado, iniciou a fala com o ditado famoso “quem procura encontra. O prefeito correu atrás com toda a liderança, todas as autoridades e depois que chegou a energia 24h, ela ainda não apagou”, disse.

Autoridades foram unânimes em falar da felicidade de poder ver a energia chegar em uma comunidade com acesso tão difícil. Foto: Diego Gurgel/Secom

Já o diretor técnico da Construtora EMGN, Paulo Möller, destacou que, quando esteve na vila pela primeira vez, ficou impressionado com o que viu. “Ao ver essa quantidade de crianças, eu entendi que essa energia poderá trazer escola, desenvolvimento pessoal. Esse foi o motivo pelo qual eu resolvi dedicar um bom tempo da empresa e da minha vida para esse projeto”, afirmou.
“Esse projeto é muito importante para nós que estamos muito satisfeitos em estar inaugurando esse aqui na Vila Restauração”, afirmou o diretor-presidente da Energisa no Acre, José Adriano Mendes da Silva.
Ele ressaltou que o projeto foi feito com recursos de pesquisa e desenvolvimento. “O Acre foi escolhido por tudo que ele representa. É um estado que está no seio da Amazônia, tem visão de sustentabilidade e, como diz o nosso governador, tem visão de futuro”, disse.
Sobre o desafio para a construção, Silva relembrou que foram transportados praticamente 270 toneladas de equipamentos. “Quero ressaltar a grande parceria que nós tivemos. Primeiro o governo do Estado e depois da prefeitura local. É a primeira experiência para as comunidades isoladas. Sensação de dever cumprido em entregar esse projeto aqui nessa vila”, afirmou.
O prefeito de Marechal Taumaturgo, Isaac Piyãko, afirmou que é possível trabalhar em toda e qualquer comunidade do estado. “É possível fazer quando há interesse e compreensão da dimensão de um projeto como esse. Energia é vida, é básico”, disse.

Leia Também:  Blog do Assem: veja quem já fechou com Bocalom e Marfisa na aliança que deve ter 13 partidos
Projeto foi feito com recursos de pesquisa e desenvolvimento. Foto: Diego Gurgel/Secom

Também presente na solenidade, o presidente da Assembleia Legislativa do Acre, deputado estadual Nicolau Júnior, agradeceu ao presidente da Energisa pela iniciativa. “Quero agradecer ao Adriano que foi lá no meu gabinete e começou a explicar o projeto e também a sonhar. Depois apresentou ao governador e aqui estamos. O melhor presente de Natal que a Vila Restauração poderia ter está sendo dado hoje”, afirmou.
Também participaram da solenidade o secretário estadual da Fazenda, Rômulo Grandidier, o deputado estadual Luiz Gonzaga, o presidente do Departamento de Estradas e Rodagem, Petronio Antunes, o prefeito do município de Jordão, Naldo Ribeiro, o vice-prefeito de Marechal Taumaturgo, Valdelio Furtado, o presidente da Câmara dos Vereadores de Marechal Taumaturgo, vereador José dos Santos Furtado e demais autoridades locais.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

manchete2

Rio Branco e outras cidades do Baixo, Alto Acre e Purus avançam para bandeira verde em avaliação do Comitê Covid

Published

on

As regionais do Baixo Acre, Alto Acre e Purus avançaram para a bandeira verde, que representa cuidado, na avaliação do Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19. Já as regionais Juruá e Tarauacá/Envira permaneceram em bandeira amarela, que é de atenção.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (1º) pelo governo do Acre e representa o período de avaliação do dia 13 a 26 de março.

Na última avaliação, divulgada no dia 7 de março, o governador Gladson Cameli manteve todas as cidades do Acre em nível de atenção (bandeira amarela) na classificação de risco da pandemia até o dia 31 de março, após aumento de casos no mês de fevereiro.

Porém, em março os indicadores voltaram a apresentar uma melhora no número de casos e mortes.

Regiões

  • Alto Acre: Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri – faixa verde;
  • Baixo Acre e Purus: Acrelândia, Bujari, Capixaba, Jordão, Manoel Urbano, Plácido de Castro, Porto Acre, Rio Branco, Santa Rosa do Purus, Sena Madureira e Senador Guiomard – faixa verde;
  • Vale do Juruá e Tarauacá/Envira: Cruzeiro do Sul, Feijó, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter, Rodrigues Alves e Tarauacá – faixa amarela.
Leia Também:  Depois de mais de 10 anos de espera, servidores da ALEAC têm reposição salarial

Como funciona a fase verde

Na fase verde podem funcionar os seguintes estabelecimentos: Restaurantes, bares, pizzarias, sorveterias e outros estabelecimentos similares. Além de teatros, cinemas e apresentações culturais, como também evento religiosos com 80% da capacidade.

Lojas de móveis, eletrodomésticos, eletrônicos, comunicação, informática, áudio, vídeo e colchoarias podem continuar funcionando com todos os protocolos sanitários e aumentando a capacidade limitada de 80%, além de delivery e drive-thru.

A regra vale ainda para lojas de materiais de construção, empresas e obras do ramo da construção civil e demais estabelecimentos como olaria, cerâmicas, serraria, marcenarias e marmorarias.

Feiras livres, comércios de rua, ambulantes e outros também seguem abertos seguindo as orientações de segurança. Para hotéis, shoppings, salões de beleza e motéis a capacidade de funcionamento é a mesma.

Com informações Ecos da Notícia

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI