NOTÍCIA 1

Rede pode se “unir” ao PSOL, e Marina Silva deve concorrer à Câmara Federal

Published

on

Depois de receber 1% dos votos em sua terceira tentativa de chegar à Presidência da República em 2018, a ex-senadora Marina Silva deve disputar uma vaga de deputada federal em 2022, enquanto seu partido, a Rede Sustentabilidade, tenta formar uma federação partidária com o PSOL para superar a cláusula de barreira e continuar operando no Congresso depois das eleições do ano que vem.
A decisão de Marina Silva ainda não foi oficializada nas instâncias do partido, mas já é tratada como um fato consumado nos bastidores da Rede.
[A candidatura] ainda está em avaliação. Marina é a nossa principal liderança nacional. Sem dúvida, seria muito orgulho ter Marina e Heloísa [Helena] no Congresso Nacional em 2023 – disse ao Estadão o porta-voz nacional da Rede, Wesley Diógenes.
Quando questionado se a Rede pretende ter candidato a presidente em 2022, Diógenes respondeu que a prioridade nacional é a eleição de deputados federais.
– Estamos trabalhando para Heloísa [Helena] ser candidata [a deputada] pelo DF. Ela já mora aqui há 2 anos. Também existe um convite para ela ser candidata pelo Rio de Janeiro – apontou.
Ao Estadão, Heloísa Helena falou sobre a possibilidade.
– Não tem sido fácil tomar a decisão, pois nunca pensei disputar fora de Alagoas, mas como sempre digo pra mim mesma, olhando minhas dolorosas cicatrizes: Nunca esqueça de suas raízes, mas lembre que elas não são âncoras na sua jornada – disse Heloísa Helena.
A construção da federação com o Psol esbarra em um obstáculo político. A Rede faz oposição sistemática ao PT desde sua fundação, enquanto o partido de Guilherme Boulos caminha para a decisão de apoiar o ex-presidente Lula em 2022.
Casamento
A cláusula de barreira ou de desempenho, como também é chamada, tem o objetivo de impedir ou restringir o funcionamento do partido que não alcançar determinado porcentual de votos na eleição para a Câmara dos Deputados. A meta é reduzir gradativamente o número de legendas – são 33 hoje.
Para cumprir a regra, cada partido terá de alcançar o mínimo de 2% dos votos válidos em 2022, ou eleger 11 deputados em pelo menos um terço das unidades da Federação. Por esse critério, a Rede é um dos partidos que corre sério risco de ficar fora do jogo político do Congresso em 2022, ou seja, sem direito a cargo em comissões, cadeira no colégio de líderes e demais postos de relevância na Casa.
Além disso, os partidos que não conseguirem ficam sem acesso ao fundo público que custeia os gastos das siglas e também sem o tempo de rádio e TV no horário eleitoral. Na eleição de 2018, 14 siglas não conseguiram cumprir essa condição. Foi pensando nisso que a legenda fundada por Marina abraçou o pragmatismo e discute formar uma federação com o PSOL.
– A Executiva Nacional da Rede decidiu, por unanimidade, iniciar oficialmente tratativas com o PSOL para analisar a possibilidade de Federação, além de continuar dialogando com alguns partidos do campo democrático-popular. A decisão dar-se-á apenas após essas reuniões e deverá ser, obrigatoriamente, aprovada no Elo Nacional – disse o porta-voz do partido.
Agência Estado

Leia Também:  Avó de Michelle Bolsonaro morre de Covid

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

manchete2

Rio Branco e outras cidades do Baixo, Alto Acre e Purus avançam para bandeira verde em avaliação do Comitê Covid

Published

on

As regionais do Baixo Acre, Alto Acre e Purus avançaram para a bandeira verde, que representa cuidado, na avaliação do Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19. Já as regionais Juruá e Tarauacá/Envira permaneceram em bandeira amarela, que é de atenção.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (1º) pelo governo do Acre e representa o período de avaliação do dia 13 a 26 de março.

Na última avaliação, divulgada no dia 7 de março, o governador Gladson Cameli manteve todas as cidades do Acre em nível de atenção (bandeira amarela) na classificação de risco da pandemia até o dia 31 de março, após aumento de casos no mês de fevereiro.

Porém, em março os indicadores voltaram a apresentar uma melhora no número de casos e mortes.

Regiões

  • Alto Acre: Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri – faixa verde;
  • Baixo Acre e Purus: Acrelândia, Bujari, Capixaba, Jordão, Manoel Urbano, Plácido de Castro, Porto Acre, Rio Branco, Santa Rosa do Purus, Sena Madureira e Senador Guiomard – faixa verde;
  • Vale do Juruá e Tarauacá/Envira: Cruzeiro do Sul, Feijó, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter, Rodrigues Alves e Tarauacá – faixa amarela.
Leia Também:  Avó de Michelle Bolsonaro morre de Covid

Como funciona a fase verde

Na fase verde podem funcionar os seguintes estabelecimentos: Restaurantes, bares, pizzarias, sorveterias e outros estabelecimentos similares. Além de teatros, cinemas e apresentações culturais, como também evento religiosos com 80% da capacidade.

Lojas de móveis, eletrodomésticos, eletrônicos, comunicação, informática, áudio, vídeo e colchoarias podem continuar funcionando com todos os protocolos sanitários e aumentando a capacidade limitada de 80%, além de delivery e drive-thru.

A regra vale ainda para lojas de materiais de construção, empresas e obras do ramo da construção civil e demais estabelecimentos como olaria, cerâmicas, serraria, marcenarias e marmorarias.

Feiras livres, comércios de rua, ambulantes e outros também seguem abertos seguindo as orientações de segurança. Para hotéis, shoppings, salões de beleza e motéis a capacidade de funcionamento é a mesma.

Com informações Ecos da Notícia

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI