NOTÍCIA 2

Menos de 1% dos adolescentes acreanos tiraram título de eleitor

Published

on

Apesar da campanha publicitária do voto facultativo dos adolescentes na faixa etária dos 15 aos 17 anos, menos de um por cento dos estudantes acreanos procuraram a justiça eleitoral para tirar o título de eleitor. O último levantamento divulgado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), apontava que apenas 907 adolescentes de 16 anos que correspondia por 0,16%, do público-alvo tinham tirado o título de eleitor no estado, enquanto que com 17 anos chegava em torno de 2.437 adolescentes, que responde por 0,44 desta faixa etária.
Dados do Tribunal Superior Eleitoral revela que, quase 100 mil jovens ingressaram com o pedido de solicitaram o documento na Semana do Eleitor, mas no estado chegaram apenas 859 adolescentes interessados em participar o processo cívico. Para quem pretende votar nas eleições deste ano, o prazo encerra no dia 4 de maio, e o pedido pode ser feito pelo site da TRE-AC, através do link: Título Net.
Cerca de 80.104 eleitores acreanos tiveram seus títulos cancelados, porque não procuraram a justiça eleitoral para justificar o motivo da sua ausência nas últimas eleições. Os eleitores que não regularizarem a sua situação poderão ter o título de eleitor cancelado, por descumprimento das suas obrigações eleitorais em dias, e ficaram impedidos de  tomar posse em concurso público, obter passaporte ou CPF, renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial, obter empréstimos em estabelecimentos de crédito mantidos pelo governo, participar de concorrência pública ou praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda.
Fonte: Folha do Acre

Leia Também:  Indústria, comércio, emprego e renda: Bestene enaltece pacote de leis sancionadas por Gladson Cameli

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

manchete 3

Após “Inimigos da Educação”, sindicato lança campanha “Amigos da Educação”

Published

on

A estratégia do Governo estadual não saiu como o esperado após a aprovação do percentual de 5,42% oferecido aos servidores públicos. Revoltados, os trabalhadores prometem ser “uma pedra no sapato” dos gestores e dos deputados da base de apoio ao Executivo.
Logo após a votação na Aleac durante sessão extraordinária realizada na madrugada desta sexta-feira, 1° de abril, servidores da Educação deram início a campanha “Inimigos da Educação” que tem por objetivo mostrar para a população que foram os gestores e parlamentares que votaram a favor do governo e contra os servidores.
Já na tarde de hoje o Sinteac divulgou nas redes sociais a uma nova campanha, desta vez com objetivo de mostrar quem são os parlamentares que ficaram do lado dos servidores. Um banner comos dizeres “Amigos da Educação. Todos foram guerreiros. Obrigado deputados, passou a circular nas redes sociais.
Sindicatos como da Educação, Saúde, Médicos e Policiais Civis afirmaram que não darão trégua ao governador Gladson Cameli e também aos parlamentares da base de apoio do governo até o final das eleições.
Fonte: Notícias do Acre

Leia Também:  Márcio Bittar fica incomodado com demissão de Nenê Junqueira: “Toda paciência tem limite”

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI