NOTÍCIA 2

Retomada das aulas presenciais nas escolas públicas do Acre está previstas para 8 de setembro

Published

on

O Acre está na lista de nove estados que retomarão as aulas presenciais nas escolas públicas nos próximos dois meses. A grande imprensa fez levantamentos junto às secretarias estaduais e, de acordo com publicações desta terça-feira (21), o calendário da volta às aulas pós pandemia indica que em Rio Branco e nos demais municípios haveria condições mais seguras para reabrir as escolas no dia 8 de setembro. Nesta segunda-feira, o estado deixou a cor vermelha, que emergência, passando à laranja, de alerta. A situação ainda é preocupante, mas permite flexibilizações seguidas de cuidados de higiene pessoal  e orientações por parte dos estabelecimentos de ensino.
Se confirmada as previsões, Tocantins deve ser o primeiro estado a voltar com as aulas presenciais, já no início de agosto. Mas a capital do estado não acompanhará o calendário do governo estadual e já disse que em agosto, as aulas ainda serão remotas.
Em resumo:
apesar de sinalizarem a reabertura das escolas já para os próximos meses, poucos estados e capitais apresentaram planos e cronogramas definidos sobre como será o retorno
entre os que têm diretrizes traçadas, a retomada será gradual
alunos das séries de final do ciclo voltarão antes
a volta seguirá um modelo de revezamento de turmas
Além dos estados, as prefeituras de oito capitais anunciaram planos independentes de retomada. Entre as capitais, Cuiabá, Curitiba e Macapá planejam a volta para o mês que vem, mas ainda não têm uma data certa (veja cada uma das oito capitais no final da reportagem).
Previsões de retomada nos estados e DF
Nove estados e o Distrito Federal informaram que devem voltar às aulas no segundo semestre. Ao menos cinco voltarão em agosto e quatro marcaram a retomada para setembro.
Voltam em agosto:
Maranhão: 10 de agosto
Rondônia: agosto, sem dia definido
Tocantins: 3 de agosto
Rio Grande do Norte: 17 de agosto
Distrito Federal: 31 de agosto
Voltam em setembro:
Acre: 8 de setembro
Santa Catarina: 8 de setembro
São Paulo: 8 de setembro
Piauí: 22 de setembro.
Paraná: Setembro, sem dia definido

Leia Também:  Governo decreta lockdown em Porto Velho; Só abrem farmácias e supermercados

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
1 Comment

1 Comment

  1. Jefferson

    21 de julho de 2020 at 2:03 pm

    Vidas são mais importantes que aulas, nesse momento.
    Com toda a situação de pandemia, com o mal uso de máscaras por grande parte dos adultos, imagina crianças, com as condições ínfimas, espaços quentes, sem ventilação, sem um remédio eficaz contra a COVID-19, o Governo e Secretaria de Educação querendo a volta às aulas em setembro. Pelo amor de Deus! Não somos máquinas, somos vidas e queremos condições de trabalho e segurança. Como voltar sem essas condições mínimas à proteção de vidas contra uma doença que matou milhares de pessoas? Sou contra a volta às aulas antes de uma vacinação e readequação do espaço escolar, e higiene e/ou prevenção contra o vírus.

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

manchete 3

Após “Inimigos da Educação”, sindicato lança campanha “Amigos da Educação”

Published

on

A estratégia do Governo estadual não saiu como o esperado após a aprovação do percentual de 5,42% oferecido aos servidores públicos. Revoltados, os trabalhadores prometem ser “uma pedra no sapato” dos gestores e dos deputados da base de apoio ao Executivo.
Logo após a votação na Aleac durante sessão extraordinária realizada na madrugada desta sexta-feira, 1° de abril, servidores da Educação deram início a campanha “Inimigos da Educação” que tem por objetivo mostrar para a população que foram os gestores e parlamentares que votaram a favor do governo e contra os servidores.
Já na tarde de hoje o Sinteac divulgou nas redes sociais a uma nova campanha, desta vez com objetivo de mostrar quem são os parlamentares que ficaram do lado dos servidores. Um banner comos dizeres “Amigos da Educação. Todos foram guerreiros. Obrigado deputados, passou a circular nas redes sociais.
Sindicatos como da Educação, Saúde, Médicos e Policiais Civis afirmaram que não darão trégua ao governador Gladson Cameli e também aos parlamentares da base de apoio do governo até o final das eleições.
Fonte: Notícias do Acre

Leia Também:  Educação organiza construção de protocolo para retomada das aulas presenciais no Acre

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI