Polícia Federal

PF combate crime ambiental em Missão Velha/CE

Published

on

Fortaleza/CE – A Polícia Federal cumpriu dois mandados de busca e apreensão, com objetivo de combater extração irregular de arenito e areia no município de Missão Velha/CE, ação com reflexos ambientais em áreas de Preservação Permanente às margens do Riacho Seco.

 Aproximadamente 10 policiais federais atuaram para o cumprimento dos mandados expedidos pela Justiça Federal, em locais de lavras de materiais minerais que vinham sendo utilizadas por empresários da região do Cariri, havendo indícios de ausência de licenças ambientais necessárias ao exercício da atividade. As buscas tiveram como objetivo paralisar as atividades que vinham provocando assoreamento das margens do Riacho Seco, que recebe águas do projeto de transposição do Rio São Francisco, provocando assim, danos à flora local e às pessoas que se utilizam daquele bem natural.

Foram arrecadadas provas da atividade mineradora e realizado o georreferenciamento dos polígonos onde ocorre as extrações irregulares de areia e arenito, sendo utilizado drones na ação policial. A perícia da PF fez levantamento integral dos danos causados pela atividade minerária que, em sendo confirmada ilegalidade na investigação, poderá levar os responsáveis ao indiciamento pelos crimes contra o meio ambiente – mineração ilegal e usurpação de bem da União, previstos no art. 2o da Lei n. 8.176/91 e art. 55 da Lei n. 9.605/98, com penas de até 6 anos de prisão.

Leia Também:  Sergio Moro participará de evento sobre combate à lavagem de dinheiro

Comunicação Social da Polícia Federal no Ceará

Contato: (85) 33924867/9.9972-0194

Fonte: Polícia Federal

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Polícia Federal

PM e GAECO abordam veículo com dinheiro e material de campanha

Published

on

Macapá/AP. A Polícia Militar e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público (GAECO) prenderam na manhã desta sexta-feira (30/9) um homem e uma mulher por crime eleitoral.

A abordagem ocorreu quando os dois transportavam em um carro aproximadamente R$ 11 mil e diversos santinhos de candidatos aos cargos de deputado federal e estadual. Verificou-se que a presa é irmã de uma candidata a deputada estadual. 

A PF formalizou o flagrante por compra de votos, cujas penas podem chegar a quatro anos de reclusão, além do pagamento de multa. Caso se comprove o envolvimento dos candidatos, poderá haver a perda do mandato, caso sejam eleitos.

Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá

(96) 3213-7500

Fonte: Polícia Federal

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Senado pode ter prêmio que reconhece combate à corrupção
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI