Polícia Federal

PF deflagra operação ARARAT no Rio de Janeiro

Published

on

Rio de Janeiro/RJ – Nesta quinta-feira, 23/6, a Polícia Federal deflagrou, em conjunto com o IBAMA, a Operação ARARAT que visa coibir crimes contra a fauna, em especial, a utilização de animais em espetáculos e festas, em desacordo com as normas ambientais.

Na ação de hoje, cerca de 30 policiais federais e 7 analistas ambientais cumprem 4 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 41ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, na Capital e no município de Itaboraí.

A investigação aponta a possibilidade, em tese, da manutenção dos animais em condição irregular, bem como a inadequação dos locais de alojamento, com a restrição de espaço e alimentação em desacordo com as necessidades das espécies.

A operação servirá também para verificar a regularidade da documentação que legitima a posse dos animais, visando reprimir a falsidade documental, seja de natureza material, seja ideológica.

Os investigados responderão pelos crimes previstos nos artigos 29 e 32 da Lei 9.605/98 (Lei de Crimes Ambientais), sem prejuízo de eventuais outros crimes que possam surgir no decorrer da investigação.

Leia Também:  Polícia Federal deflagra ação contra o tráfico de drogas

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

[email protected] | www.gov.br/pf

(21) 2203-4404 / 4405 / 4406 / 4407

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Polícia Federal

Polícia Federal investiga lavagem de dinheiro por parte de organização com atuação na extração e comércio ilegais de ouro

Published

on

São Paulo/SP – A Polícia Federal e a Receita Federal deflagraram nesta terça-feira, 28/6, a Operação Lavagem de Ouro, para coibir a lavagem de dinheiro por parte de organização com atuação na extração e comércio ilegais de ouro.

A partir de representação da Polícia Federal, foram expedidos 52 mandados de busca e apreensão pela Justiça Federal em São Paulo, para endereços relacionados aos líderes do grupo investigado e aos principais intermediários atuantes na lavagem de ativos.

Os mandados foram cumpridos em nove estados da federação (São Paulo, Mato Grosso, Goiás, Pará, Paraná, Paraíba, Rio de Janeiro, Pernambuco e Rondônia) e no Distrito Federal, com a participação de 208 policiais federais e 14 auditores da Receita Federal. Além disso, a Justiça Federal determinou o bloqueio de contas de 40 investigados, no valor de até R$ 614 milhões.

Foram aprendidos, até o momento, aparelhos de telefonia móvel e computadores dos investigados, documentos relacionados ao comércio ilegal de ouro, além de ouro em diversos endereços.

Os crimes apurados são de lavagem de ativos, receptação qualificada, falsidade Ideológica, redução do pagamento de tributos federais, dificultar a ação fiscalizadora ambiental do poder público, por meio da omissão no pagamento de compensação financeira pela exploração de recursos minerais – CFEM, promoção de organização criminosa e usurpação de bem mineral da União.

Leia Também:  PF e BPFron prendem indivíduo transportando maconha em ônibus intermunicipal

Comunicação Social da Polícia Federal em São Paulo

Contato: (11) 3538 5013

[email protected]

Fonte: Polícia Federal

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI