Polícia Federal

Polícia Federal prende foragido da justiça mineira

Published

on

Belo Horizonte/MG. Na última quarta-feira, 22/6, a PF prendeu um ex-policial militar de 54 anos no Município de São Mateus/ES. Ele era procurado pela Interpol e foragido da justiça de Minas Gerais desde novembro de 2017.

O Mandado de Busca Internacional foi confeccionado pela Representação Regional da Interpol em Minas Gerais a pedido do Juízo da Vara Criminal da Comarca de Governador Valadares/MG.

Pesa contra o ex-militar a pena de 21 anos e quatro meses de prisão por ter sido condenado duplamente pelo Tribunal do Júri em razão da prática dos crimes de homicídio qualificado e tentado.

Contra o foragido havia, ainda, outro mandado de prisão preventiva expedido pelo juiz da 1ª Vara Criminal da Comarca de Conselheiro Pena/MG, nos autos do processo que apura sua participação em organização criminosa prevista.

A prisão resultou do trabalho conjunto de policias federais da RR Interpol/MG, do Setor de Capturas, e de Policiais Federais da Delegacia de São Mateus no Espírito Santo.

O preso foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de São Mateus/ES onde permanecerá à disposição dos juízes das Comarcas de Governador Valadares e Conselheiro Pena/MG, até que seja determinado seu recambiamento para estabelecimento penal no Estado de Minas Gerais.

Leia Também:  Polícia Federal fiscaliza crimes ambientais em praias de Saquarema e região

Comunicação Social – PF/MG

[email protected]

www.pf.gov.br

(31) 3330-5270

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Polícia Federal

Polícia Federal apreende combustível contrabandeado na fronteira com a Argentina

Published

on

São Borja/RS – A Polícia Federal cumpriu, nesta quarta-feira (29/6), um mandado de busca e apreensão em investigação que apura o contrabando de combustíveis na fronteira oeste do Rio Grande do Sul.

Policiais federais se deslocaram até a residência do suspeito e localizaram 130 litros de gasolina acondicionada em galões plásticos. O material foi apreendido e será encaminhado à Receita Federal do Brasil.

O responsável pelo local e pelo combustível não foi localizado e será indiciado pelo crime de contrabando, com pena de 2 a 5 anos de reclusão, podendo ainda responder por crimes ambientais e crime contra a ordem econômica.

Além da ilegalidade em comercializar combustível de origem estrangeira, a prática implica em risco pelo armazenamento desse material, altamente inflamável, geralmente em recipientes impróprios e em zona residencial, colocando em risco a saúde e a propriedade, tanto de quem mantém, quanto de quem mora nas proximidades dos depósitos.

A ação faz parte da Operação Controle Brasil, articulada pela Secretaria de Operações Integradas (SEOPI) do Ministério da Justiça e Segurança Pública, integrando diversos órgãos no combate aos delitos de contrabando e descaminho de bebidas, combustível, fumo e insumos agrícolas.

Leia Também:  Polícia Federal investiga organização criminosa responsável por homicídios ocorridos na capital do Tocantins

Comunicação Social da Polícia Federal em São Borja

Fone: (55) 3430.9000

Fonte: Polícia Federal

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI