POLÍCIA

Polícia Civil em ação conjunta apreende 15kg de entorpecentes no Rio Amônia, em Marechal Thaumaturgo

Published

on

Em cumprimento à Operação Hórus, Programa Guardiões da Fronteira, a Polícia Civil do Estado do Acre, em ação conjunta com a Polícia Militar, após a ação desencadeada na segunda-feira que prendeu quatro peruanos e apreendeu 9 (nove) quilos de maconha, lograram êxito em localizar mais 15 kg (quinze quilos) da mesma droga, as margens do rio Amônia.

Os policiais obtiveram informações de que os indivíduos presos transportavam uma maior quantidade de droga do o inicialmente apreendido. Desta forma, realizaram diligências e refizeram os caminhos percorridos pelos peruanos.

Diante das informações colhidas, os flagranteados tiveram suas versões confrontadas e não houve alternativa a não ser confessar o crime e apontar onde estava escondido o restante da droga.

A droga foi localizada escondida em área de mata, as margens do Rio Amônia. Ao ser localizada, a droga foi apreendida e transportada até a sede do município.

Ciente de que o município de Marechal Thaumaturgo é rota de entrada de drogas no Brasil, a Polícia Civil do Estado do Acre está reforçando o policiamento naquele município, enfatizando e priorizando o mapeamento da região e as possíveis rotas utilizadas pelos narcotraficantes.

Leia Também:  Devidos a casos suspeitos de varíola dos macacos em RO e Bolívia, Acre monta sala de monitoramento

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

POLÍCIA

Mulher é presa em Rio Branco por aplicar golpe do PIX

Published

on

Uma mulher identificada pelo nome de Katianne Silva, 32 anos, foi presa na tarde de domingo, 25, pelo crime de estelionato, em Rio Branco (AC).

A mulher encaminhava falso comprovante para simular o pagamento em uma rede de estabelecimento, aplicando o famoso golpe do PIX.

De acordo com informações, o gerente percebeu a falta do dinheiro, levou a polícia até o hotel onde estava hospedada e lá ela não conseguiu comprovar o pagamento das compras, ocasionando na prisão.

Presa em flagrante pela polícia, ela foi indiciada por tentativa de estelionato e compras ilícitas, mas acabou sendo liberada após audiência de custódia. Se condenada, pode pegar de um a cinco anos por estelionato

O proprietário alegou que desde fevereiro ela vinha comprando e passando comprovantes falsos ao estabelecimento, totalizando um prejuízo de R$ 28 mil.

 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Pedro Longo testa positivo para Covid-19 e se afasta das atividades políticas
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI