POLÍCIA

Quatro são condenados a mais de 110 anos pela execução de jovem na frente da namorada

Published

on

Grupo passou por julgamento nessa terça-feira (21) na 1ª Vara do Tribunal do Júri, em Rio Branco. Crime ocorreu em maio de 2020 no Segundo Distrito da capital.

Quatro pessoas foram condenadas pela execução do jovem Maikon Alencar de Souza, de 28 anos, ocorrida em maio de 2020 no Segundo Distrito de Rio Branco. Somadas, as penas ultrapassam os 110 anos em regime inicial fechado. O grupo passou por julgamento nessa terça-feira (21) na 1ª Vara do Tribunal do Júri.

Alencar foi morto com cerca de 17 tiros no rosto e região do tórax no dia 24 de maio de 2020, no Ramal Bom Futuro, Vila Acre. Toda a ação foi filmada pelos criminosos e o vídeo circulou nas redes sociais na época.

A condenação foi pelos crimes de homicídio qualificado por motivo torpe, tortura e recurso que dificultou a defesa da vítima, além de roubo e corrupção de menor. Segundo o Tribunal de Justiça do Acre, o julgamento do grupo durou mais de 10 horas.

Leia Também:  PRF apreende mais de 190 quilos de drogas em rodovias no AC em três dias

Entre os réu estão:

Ivan de Souza Silva – condenado a 28 anos e 10 meses
Davi Rodrigues de Souza – condenado a 24 anos e 10 meses
Jhonatan Gomes dos Santos – condenado a 33 anos e 10 meses
Karoline Alves Guimarães – condenado a 23 anos e quatro meses

Conforme decisão, a Justiça negou aos réus o direito de recorrerem da sentença em liberdade. O g1 não conseguiu contato com a defesa do grupo.

Quatro dias após o crime, uma equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) identificou e prendeu em flagrante parte dos suspeitos por porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e corrupção de menores. Foram então colhidas provas como roupas e acessórios, que apareciam no vídeo.

Após um ano de investigação da Polícia Civil, foram cumpridos quatro mandados de prisão preventiva contra o grupo. Desses, na época, três já estavam presos no Complexo Penitenciário de Rio Branco e um foi localizado no Ramal Bom Futuro, mesma região onde jovem foi morto.

Leia Também:  Câmara Criminal mantém preso ex-dono da Quiosque da Bruna, acusado de integrar facção

Namorada assistiu execução

Na época do crime, a Polícia Militar informou que a namorada da vítima disse que o crime ocorreu por volta das 19h, quando os dois voltavam para casa e foram abordados por cinco indivíduos.

Após a abordagem, os dois foram levados para o local da execução e a namorada foi liberada depois da morte de Alencar.

G1

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

POLÍCIA

Após denúncia, homem é preso com arma e drogas em Rio Branco

Published

on

Evailo Rodrigues da Silva foi preso acusado por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas na noite desta segunda-feira (27), na Rua General Vieira de Souza, no bairro Nova Esperança, em Rio Branco.

Segundo informações da polícia, os militares do Rotam, do Bope, estavam em patrulhamento de rotina, quando receberam uma denúncia anônima de moradores, que informou que seu vizinho Evailo estava portando arma de fogo e ameaçava constantemente os moradores do bairro que estavam assustados com a agressividade do acusado.

De posse da denúncia, os PMs começaram a fazer ronda ostensiva e viram no próprio bairro o acusado em um carro modelo Gol de cor vermelha. Foi dada ordem de parada, a qual foi obedecida, e na revista pessoal nada foi encontrado. Já na revista veículo foi encontrada uma arma de fogo calibre 22 e duas munições intactas.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão a Evailo, que foi encaminhado à Delegacia de Flagrantes (Defla), juntamente com as drogas e a arma de fogo apreendida, para serem tomadas as medidas cabíveis.

Leia Também:  Criança de Garoto de 11 anos morre soterrado enquanto brincava em barreiro em Tarauacá

Por Contilnet

 

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI