Política

Após se reunirem em Brasília, Gladson e Bittar devem permanecer no mesmo palanque

Published

on

Gladson Cameli (PP) e Marcio Bittar (UB) por enquanto estão no mesmo palanque. Não houve ainda rompimento. Ambos tiveram uma conversa reservada nesta quinta-feira (22) em Brasília. A reunião foi uma espécie de ultimato e ocorre depois que Bittar diz ter recebido autorização do presidente da República, Jair Bolsonaro, em um encontro no Palácio do Planalto na terça-feira para decidir se vai continuar apoiando Cameli, se irá apoiar a pré-candidatura de Mara Rocha (MDB) ou se vai disputar o governo do Acre.

Lacônico, Bittar evitou dar detalhes do encontro com Cameli. Ele disse que vai continuar ouvindo e conversando com apoiadores e possíveis novos aliados para decidir que caminho escolher.

“Gladson sempre do mesmo jeito, rindo, brincando… Tá tudo bem…
Vou conversar com um monte de gente, ouvir muito, falar pouco, não vou dar entrevista para lugar nenhum, e é hora de conversar. Vou tentar de novo unir o que eu puder. Vou tentar de novo… Tem uns dias aí ainda.”

Leia Também:  A menina de Brasileia: Izabele Araújo é uma das grandes apostas para a câmara federal

Ambos têm o tempo a favor. E Bittar vai aguardar até as vésperas das convenções.

Notícias  da Hora

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Política

Deputados do PP resistem ao nome de Marcia e pedem que vice de Cameli seja escolhido após amplo debate

Published

on

A bancada do Partido Progressistas na Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac) emitiu uma nota na tarde desta quarta-feira, 29, reiterando apoio incondicional ao governador Gladson Cameli na condução do processo eleitoral vindouro.

A nota é assinada pelos deputados, Manoel Moraes, Maria Antônia, José Bestene, Nicolau Júnior e Gerlen Diniz.

No documento, os parlamentares reiteram que a escolha do vice atenda, em primeiro lugar, ao critério de confiabilidade do Chefe do Poder Executivo, no entanto, caso a indicação passe pela chancela do grupo político, os deputados querem que o nome seja discutido em um amplo debate.

A nota ocorre após o governador Gladson Cameli deixar no ar a possibilidade de Márcia Bittar ser a sua vice na chapa à reeleição. Nos bastidores políticos, a indicação de Márcia é visto como alguém que atrairia mais prejuízos à candidatura de Cameli à reeleição.

“Deste modo, salientamos que a escolha deste importante nome para composição da chapa majoritária não deve ficar ao sabor de pressões partidárias. Com efeito, por acreditarmos que a confiança possui um elevado teor subjetivo, compreendemos como natural que este nome decorra de uma avaliação pessoal daquele que encabeçará a chapa majoritária nas eleições deste ano”, afirma.

Leia Também:  Tião Bocalom diz está “abrindo a caixa preta” do transporte coletivo e critica Marcus Alexandre

“Contudo, caso o condutor maior deste processo eleitoral opte por abrir respectivo espaço em sua chapa majoritária para uma indicação, registramos que tal nome, além de atender ao critério de confiabilidade, seja fruto de um amplo debate, a partir do mês de julho, entre todos os partidos de sustentação e apoio do Governador Gladson Cameli”, acrescentou.

 

Noticias da Hora

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI