Política

Michelle Melo passa a ser investigada pelo MP após namorada usar carro da Câmara

Published

on

A vereadora de Rio Branco, Michelle Melo (PDT), cuja namorada, a enfermeira Jiza Lopes, foi flagrada dirigindo uma caminhonete pertencente à Câmara Municipal de Rio Branco, no último dia 11 de junho, no Centro de Rio Branco, passou a ser investigada pelo Ministério Público do Acre.

A portaria determinando a abertura de inquérito civil público foi publicada no Diário Eletrônico do órgão, nesta quarta-feira, dia 22, menos de 24 horas após a veiculação do vídeo em que aparecem Jiza e Michelle, após se despedirem de um dos assessores da parlamentar municipal. A gravação foi feita na Avenida Ceará, no bairro Habitasa.

Na terça, ao comentar a denúncia, Melo alegou que as imagens eram antigas, datadas de março, contudo, o registro confirma que Michelle e Jiza estavam, sim, no Centro da capital, no dia 11, e que a enfermeira dirigia o veículo que pertence à Casa do Povo e cujo aluguel é pago com dinheiro público. A investigação foi aberta pela Promotoria de Defesa do Patrimônio Público, comandada pela promotora Laura Cristina Miranda.

Leia Também:  Ônibus do Jacarandá é assaltado novamente e moradores pedem socorro

A promotora determinou que o “procedimento seja descrito como ‘Investigação de possíveis ilegalidades e práticas de atos de improbidade administrativa, no que tange à indevida utilização de veículo oficial da Câmara Municipal de Rio Branco, por Jiza Lopes César, com o consentimento da vereadora Michelle Melo Wiciuk”’, pontua a promotora de Justiça do Acre.

O presidente da Câmara Municipal de Rio Branco, vereador N. Lima (PP), diz que o uso do veículo é exclusivo para o serviço parlamentar, e destaca que após os questionamentos do Ministério Público Estadual, o próximo passo é levar o caso à Comissão de Ética e Decoro Parlamentar da Casa de Leis, a qual é presidida pelo vereador Emerson Jarude (MDB), a quem caberá abrir o processo parlamentar para investigar, no âmbito do Poder Legislativo, a vereadora Michelle Melo.

“Quem pode dirigir são os vereadores e os assessores dos vereadores que são nomeados. Já fomos notificados a respeito disso, e nós já respondemos sobre as medidas que nós tomamos. Nós notificamos ela [Michelle Melo]. Se tem outra situação, isso nós vamos ter que apurar e encaminhar para os órgãos competentes, e para a Comissão de Ética”, pontua o presidente da Casa.

Leia Também:  “É uma ferida que ficará para sempre, mas condenação vai amenizar nosso sofrimento”, diz irmão de Jonhliane

Jiza, como a própria vereadora já chegou a dizer, não é servidora da Casa Legislativa, e portanto, não deveria dirigir a caminhonete modelo S10, de cor prata. Jiza já havia sido flagrada, conforme publicou o Notícias da Hora, usando o carro para ir à academia de ginástica, no mês de março. Na época, para fugir de um processo, Michelle devolveu duas diárias referentes ao uso do veículo.

Ao se lançar pré-candidata a deputada estadual, neste sábado, dia 18, Michelle Melo estampa nas redes sociais palavras de ordem, sendo duas delas “fiscalizar” e “cuidar”. Ao comentar a pré-candidatura, a médica pontua: “Quando decidimos entrar para a polícia, entramos de todo o coração com a missão de cuidar da nossa gente”, publicou nas redes sociais.

Por Notícias da Hora

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Política

Sessão na Câmara de Boca do Acre termina com briga

Published

on

A sessão na Câmara de Vereadores de Boca do Acre terminou na porrada nesta terça-feira (28). Tudo começou quando o vereador Jansem Almeida (Avante) e Roderick Costa, líder do prefeito e na ocasião presidente da Casa em exercício, começaram a discutir por causa da ordem de discurso na sessão.

Informações dão conta de que o vereador Jassem acusou seu colega Roderick de descumprir o Regimento Interno do Poder Legislativo e passou a bater na mesa.

A pancadaria envolveu vereadores, assessores e a segurança da Casa.

Notícias da Hora

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  João Doria anuncia desistência da pré-candidatura à Presidência
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI