POLITÍCA NACIONAL

Filha de Roberto Jefferson desiste de candidatura ao Senado

Published

on

Filha de Roberto Jefferson, Cristiane Brasil desiste de disputar o Senado
Reprodução/Instagram

Filha de Roberto Jefferson, Cristiane Brasil desiste de disputar o Senado

Neste sábado (6), o PTB confirmou a retirada da candidatura de Cristiane Brasil, filha de Roberto Jefferson, ao Senado por São Paulo. O partido apoiará o ex-ministro Marcos Pontes, que faz parte da coligação que tem Tarcísio de Freitas concorrendo ao governo do estado e Jair Bolsonaro na luta pela reeleição à Presidência.

Cristiane se colocou à disposição para disputar o cargo por conta da indefinição bolsonarista para escolher um nome, principalmente após a  desistência do apresentador José Luiz Datena (PSC). Com Pontes na busca por um cargo de senador, o PTB entendeu que o melhor caminho era apoiá-lo para impedir a vitória de Márcio França (PSB), líder das pesquisas.

“Quero agradecer pessoalmente ao presidente estadual do nosso partido, Otávio Fakhoury, que conduziu toda a questão de forma profissional, amistosa e muito respeitosa comigo. Grata também pelo apoio de toda a executiva. Decidi declinar para unir forças e ajudar nosso Estado de São Paulo e o Brasil. Estamos juntos com Tarcísio de Freitas e Marcos Pontes”, afirmou a ex-deputada em comunicado oficial divulgado pelo seu partido.

Leia Também:  André Janones desiste de candidatura presidencial e apoiará Lula

Agora a disputa de Marcos Pontes será contra Janaína Paschoal. A eleição para Senado ocorre apenas no primeiro turno e o ex-ministro e a deputada estadual possuem um eleitorado muito parecido, que é de direita e conservador. Como a parlamentar se recusa a deixar a corrida eleitoral, França vem se beneficiando, liderando com folga as pesquisas de intenções de votos .

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

POLITÍCA NACIONAL

Delator da Lava-Jato, Paulo Roberto Costa, morre aos 68 anos

Published

on

Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras
Reprodução: agência senado – 13/08/2022

Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras

Morreu na tarde deste sábado, aos 68 anos, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa. A informação foi confirmada ao GLOBO por familiares de Costa. A causa da morte não foi divulgada.

O engenheiro ficou nacionalmente conhecido por ter sido preso no âmbito da operação Lava-Jato, em 2014, e por ter sido delator de supostos esquemas de corrupção na estatal.

Em acordo de delação premiada firmado com o Ministério Público Federal, Costa revelou esquemas de enriquecimento ilícito que beneficiavam políticos. Delatou, entre outros, o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e a ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney. Citou, ainda, nomes como o ex-senador Romero Jucá e o senador e atual ministro da Casa Civil Ciro Nogueira. Todos negaram as acusações à época.

Na ocasião da assinatura do acordo, Costa renunciou a cerca de US$ 23 milhões mantidos em contas na Suíça, à época bloqueados, além de mais US$ 2,3 milhões em Cayman. Na época, o ex-diretor devolveu R$ 79 milhões à Petrobras. Os prejuízos com os esquemas de corrupção foram calculados na ocasião em R$ 1,3 bilhão.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI