POLITÍCA NACIONAL

Importantes aliados do Centrão se distanciam da campanha de Bolsonaro

Published

on

O presidente Jair Bolsonaro (PL)
Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil – 04/08/2022

O presidente Jair Bolsonaro (PL)

Importantes aliados do Centrão apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) reduziram as aparições ao lado do chefe do Executivo nas últimas semanas. O próprio presidente do PL, Valdemar Costa Neto, não participou das agendas de campanha. Valdemar também não estava entre os convidados de Bolsonaro no debate da TV Globo, na quinta-feira (29). Ele foi o único líder partidário que não compareceu ao evento.

Em nenhum momento, o chefe do partido endossou publicamente a desconfiança de Bolsonaro em relação às urnas e ao sistema eleitoral brasileiro. Inclusive, na quarta (28), ele esteve no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a convite do presidente da Corte, ministro Alexandre de Moraes, para conhecer a sala de totalização, chamada por Bolsonaro de “sala secreta”. Na saída, Valdemar afirmou a jornalistas que não havia segredos e que a sala era “aberta”.

Valdemar tenta se dissasociar de um documento divulgado pela campanha de Bolsonaro que afirmou haver “riscos elevados” de quebra de segurança do sistema eleitoral, mas, ainda assim, o TSE quer apuração sobre isso. Na quinta-feira, o órgão deu 24 horas para o chefe do partido se explicar. Em nota, o TSE disse em nota que as alegações são falsas, antidemocráticas e com o intuito de atrapalhar as eleições.

Além de Valdemar, outro aliado do Centrão que tem se distanciado de Bolsonaro é Ciro Nogueira (PP), ministro da Casa Civil e coordenador da campanha de reeleição. Ele se afastou dos afazeres da campanha viajou ao Piauí, seu estado natal e reduto eleitoral, para investir na tentativa de eleger aliados. Ciro é padrinho político de Silvio Mendes (União), candidato a governo do Piauí que se mantém neutro na disputa presidencial. Bolsonaro não viajou para o estado em nenhum momento da campanha.

Perto dali, outro reduto eleitoral de um importante aliado do Centrão que também não recebeu a visita de Bolsonaro foi Alagoas, de Arthur Lira (PP), presidente da Câmara dos Deputados e candidato à reeleição no estado. O presidente chegou a pedir votos para Lira durante uma de suas lives diárias para divulgar seus candidatos, mas as duas campanhas não se misturaram no meio do caminho.

Leia Também:  CPI da Chape ouviu procuradores sobre ação para indenização de famílias

São Paulo, estado com maior colégio eleitoral do país e estratégico para a reeleição de Bolsonaro, recebeu a visita do presidente pelo menos sete vezes durante a campanha. Em nenhuma delas, no entanto, o presidente do Republicanos, Marcos Pereira, esteve presente.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o perfil geral do Portal iG .

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

POLITÍCA NACIONAL

Câmara aprova PL sobre deduções do IR para doação a programas de saúde

Published

on

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (1º) projeto de lei (PL) que prorroga a possibilidade de deduzir do Imposto de Renda (IR) as doações feitas a dois programas de assistência a pacientes com câncer e pessoas com deficiência. O texto segue para sanção presidencial.

Conforme a proposta aprovada, as pessoas físicas poderão deduzir do IR as doações e os patrocínios efetuados até o ano-calendário de 2025. No caso das pessoas jurídicas, a dedução poderá ser feita até o ano-calendário de 2026. O limite de doação para todos os contribuintes é de 1% do IR devido.

Os recursos serão destinados ao Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon) e ao Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (Pronas/PCD).

Os dois programas receberam recursos de pessoas físicas até 2020 e, de pessoas jurídicas, até 2021. O Pronon e o Pronas/PCD foram desenvolvidos para incentivar ações e serviços desenvolvidos por entidades, associações e fundações privadas sem fins lucrativos, que atuam no campo da oncologia e da pessoa com deficiência.

Leia Também:  Preocupação com continuidade de concessão da BR-163 norteia debate na CI

A medida busca ampliar a oferta de serviços e expandir a prestação de serviços médico-assistenciais, apoiar o treinamento de recursos humanos e realizar pesquisas clínicas e epidemiológicas.

*Com informações da Agência Câmara

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Política Nacional

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI