POLITÍCA NACIONAL

Procuradores do MPF divulgam carta aberta em defesa da democracia

Published

on

Grupo de 41 procuradores do MPF divulga carta aberta em defesa da democracia e de eleições pacíficas
Divulgação/TSE

Grupo de 41 procuradores do MPF divulga carta aberta em defesa da democracia e de eleições pacíficas

Um grupo de 41 procuradores do Ministério Público Federal, capitaneado pelo procurador federal dos Direitos do Cidadão Carlos Alberto Vilhena, divulgou nesta sexta-feira uma carta aberta em defesa da democracia e da realização de eleições pacíficas.

No documento, eles condenam a violência política durante o processo eleitoral e dizem que a Constituição “não autoriza o uso das forças armadas contra quaisquer dos poderes da República, e toda insinuação nesse sentido, além de leviana, é inconstitucional e atentatória ao Estado Democrático de Direito”.

“Nós, que formamos o Sistema PFDC, estamos cientes do nosso papel constitucional de defesa do exercício da cidadania. Desse modo, permanecemos vigilantes e prontos a contribuir com os demais órgãos e instituições de Estado, especialmente com o Ministério Público Eleitoral, na fiscalização de abusos e ilícitos eleitorais, principalmente aqueles que violem direitos humanos e ameacem a ordem democrática”, afirmam.

Na carta, eles também criticam o lançamento de falsas suspeitas sobre as urnas eletrônicas e o incentivo ao armamento da sociedade. “Importa lembrar que a Constituição Federal de 1988 demanda o zelo pelas instituições democráticas e estabelece como um dos fundamentos da República Federativa do Brasil o princípio da dignidade humana, do qual decorrem o exercício da cidadania, a livre expressão do pensamento e o pluralismo político. Logo, afronta o texto constitucional quem usa as eleições como palanque para o discurso de ódio e de intolerância, ou como palco de violência, buscando transformar adversários políticos em inimigos a serem eliminados. Assim também o faz quem incentiva o armamento da sociedade, a desobediência às normas eleitorais e a suspeição infundada sobre a segurança das urnas”.

Leia Também:  Kajuru pede que pré-candidatos à Presidência falem pela paz e em defesa da democracia

Vilhena chegou ao cargo de PFDC com o apoio do procurador-geral da República Augusto Aras — que não assinou a carta. Nas últimas semanas, o procurador federal dos direitos do cidadão têm orientado os procuradores que atuam na área a fiscalizarem possíveis violações aos direitos humanos e à ordem democrática nas campanhas eleitorais nos seus estados.

Também foi dele a iniciativa de pedir a Aras a abertura de uma investigação por suspeita de ilícitos eleitorais contra o presidente Jair Bolsonaro por um discurso com informações falsas sobre o sistema eleitoral brasileiro em reunião com embaixadores. A equipe de Aras ainda não tomou nenhuma medida sobre o assunto.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Leia Também:  Acre: PGR abre consulta para procuradores interessados em atuar na Lava Jato

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

POLITÍCA NACIONAL

Pesquisa BTG/FSB: Lula tem 41% e Bolsonaro 34%

Published

on

Lula e Bolsonaro
Montagem

Lula e Bolsonaro

A pesquisa feita pela FSB Comunicação por encomenda do banco BTG mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) 7 pontos acima do presidente Jair Bolsonaro (PL) no 1º turno. No entanto, Lula oscilou e caiu três pontos em duas semanas e está com 41%, enquanto Bolsonaro, no mesmo período, avançou três pontos e está com 34%. Veja íntegra aqui .

Ciro Gomes (PDT), pontua 7% e está em terceiro lugar. Na sequência, Simone Tebet (MDB), marca 3% das intenções de votos. André Janones (Avante), com 2% – político deixou a disputa para apoiar o PT. José Maria Eymael (DC) e Pablo Marçal (Pros), pontuam 1% cada. Os demais candidatos não pontuaram.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

*Em atualização

Fonte: IG Política

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Pai de Anitta sai em defesa da filha após ataque de Zé Neto
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI