POLITÍCA NACIONAL

Victor Godoy diz que postura de Ribeiro nunca despertou ‘desconfiança’

Published

on

source
Ministro da Educação, Victor Godoy, fala sobre a prisão de Milton Ribeiro
Reprodução / CNN Brasil – 22.06.2022

Ministro da Educação, Victor Godoy, fala sobre a prisão de Milton Ribeiro

O ministro da Educação, Victor Godoy , disse que caso qualquer pessoa tenha praticado alguma irregularidade, que seja punida, ao comentar a prisão do ex-chefe da pasta Milton Ribeiro, na manhã desta quarta-feira (22). Godoy afirmou que a postura de Ribeiro nunca causou “desconfiança”.

“Caso qualquer pessoa tenha praticado qualquer irregularidade, que seja comprovada a sua culpa, isso tem que ser objeto de responsabilização. Nosso governo não compactua com qualquer tipo de irregularidade ou desvio, ainda mais recursos da educação”, afirmou o ministro em entrevista a jornalistas.

Na ocasião, Godoy disse que nunca teve conhecimento de qualquer postura de Ribeiro que pudesse causar algum tipo de desconfiança de sua parte, mas que os órgãos de investigação têm “mecanismos mais robustos” para apurar o caso.

“Todos sabem que sou servidor de carreira da Controladoria Geral da União, trabalhei mais 14 anos investigando e combatendo recursos públicos e também por essa experiência, a gente sabe que essas coisas acontecem sempre de maneira velada, né? Então nunca tive conhecimento ou qualquer tipo de postura do ex-ministro na minha frente que pudesse me levar a qualquer tipo de desconfiança”, disse ele.

Leia Também:  Com inflação revisada pra cima, IFI divulga relatório fiscal de junho

“Naturalmente, os órgãos de investigação têm mecanismos de investigação mais robustos e a gente espera que se alguém for culpado, se for comprovada, de fato, a culpa, de quem quer que seja, que seja responsabilizado.”

Nesta quarta, a Polícia Federal prendeu  Milton Ribeiro por suspeitas de envolvimento em corrupção e tráfico de influência durante sua gestão à frente do MEC. Também cumpre mandados de busca e apreensão e prisão contra os  pastores-lobistas Arilton Moura e Gilmar Santos, por  suspeitas de crimes na liberação de recursos do MEC para prefeituras.

A operação foi autorizada pela 15ª Vara Federal do Distrito Federal e apura crimes como corrupção e tráfico de influência durante a gestão do ex-ministro. A investigação teve início no Supremo Tribunal Federal (STF), mas foi enviada à primeira instância depois que  Milton deixou o cargo de ministro da Educação do governo Bolsonaro.

Leia Também:  Polêmica na CAS sobre poderes dos conselhos de Educação Física

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

POLITÍCA NACIONAL

Comissão debate transparência na contratação de espaço publicitário virtual

Published

on

Depositphotos
Mulher usa computador em casa
Proposta em análise estabelece regras tributárias para anúncios virtuais

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados debate nesta quinta-feira (30) a transparência na contratação de espaço publicitário virtual.

O deputado Paulo Ganime (Novo-RJ), que solicitou o debate, pretende discutir o Projeto de Lei 2134/21, que visa regrar e estabelecer princípios, deveres e procedimentos tributários para pessoas jurídicas que disponibilizem espaço para a exposição ou divulguem quaisquer tipos de anúncios, impulsionem conteúdos na internet ou gerem tráfego.

A proposta abarca ainda aqueles que, de qualquer forma, concorrerem para a veiculação de anúncio em meio digital, plataforma, aplicativo, game ou website próprio ou de terceiro.

Foram convidados, entre outros:
– um representante do Interactive Advertising Bureau (IAB Brasil);
– o vice-presidente do Conselho Executivo das Normas-Padrão (CENP), Eduardo de Godoy Pereira; e
–  o sócio e coordenador das áreas de Transações de Tecnologia & Propriedade Intelectual, Mídia Digital & Entretenimento e Publicidade do Baptista Luz Advogados, Pedro Henrique Ramos.

Confira a lista completa de convidados

Leia Também:  Veja as suspeitas da PF no caso de Milton Ribeiro e pastores no MEC

A reunião será realizada às 14h30, no plenário 13. O público pode acompanhar o debate e participar da discussão pela internet.

Da Redação – RL

Fonte: Câmara dos Deputados Federais

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI