RIO BRANCO

Bocalom lança programa de infraestrutura “Acelera Rio Branco” e ações iniciam com limpeza e desobstrução de córregos

Published

on

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (PP) e o secretário Municipal de Cuidados com a Cidade (SMCCI), Joabe Lira, lançaram nesta segunda-feira, 15, o programa “Acelera Rio Branco, que tem por objetivo ações de intervenção de infraestrutura, urbanismo e de melhorias na qualidade de vida do rio-branquenses. O lançamento aconteceu na AC-10, bairro Alto Alegre.

As ações tem início com a limpeza de 30 córregos localizados nas 10 regionais da cidade, em pontos mais críticos e de difícil acesso. Os serviços serão realizados com auxílio de patrulha mecanizada (escavadeira hidráulica) e várias frentes de serviços de roçagens e posterior arborização com o plantio de plantas de várias espécies, serviço será realizado pela Secretaria de Meio Ambiente (Semeia).

“Esse programa faz parte de um conjunto de ações de infraestrutura e melhor qualidade de vida para a população de nossa Rio Branco em que denominamos de ‘Acelera Rio Branco’. Hoje iniciamos essas ações com a limpeza dos córregos, mas também com a recuperação das matas ciliares. Infelizmente esses córregos estão em sua maioria obstruídos pelo acumulo de lixo, pelo fato das pessoas jogarem pneus, sofás, maquinas de lavar velhas e isso não pode acontecer, vamos limpar e desobstruir esses córregos e realizar outras ações nas 10 regionais de Rio Branco para quando chegar o inverno não termos grandes problemas com inundações e transbordamento desses córregos”, pontuou Bocalom.

Leia Também:  Descarte de Pneus usados é causa de incêndio criminoso

Notícias da Hora

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

RIO BRANCO

Familiares de presos podem fechar BR-364 a qualquer momento: “Não vamos nos calar”

Published

on

A mulher de um dos educandos da Unidade Prisional Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, disse que os familiares dos presos estão se organizando para reivindicar melhorias no sistema prisional no interior.

nesta terça-feira, 27, o grupo vai procurar o diretor da unidade, Francisco de Assis e, caso não sejam definidas melhorias em curto prazo, a BR 364 será interditada.

“Aqui é um pouco complicado, porque já fizemos varias reivindicações e nada muda. As coisas acontecem em Rio Branco, mas não chegam aqui. Aqui ainda só podemos entrar com dois quilos de comida, o que passa é jogado fora”, lamentou a mulher que preferiu não ser identificada porque vem sendo ameaçada.

“Os policiais aqui nos ameaçam, dizem que vão transferir nossos maridos caso a gente reinvindique nossos direitos nas ruas. Mas o que podemos fazer? A polícia vai na porta da nossa casa se a gente for pra rua, a gente se sente só, sem saber com quem contar, mas não vamos desistir”, disse.

Leia Também:  Motorista de Honda Civic atropela e mata morador de rua em Rio Branco

A mulher contou que os presos só recebem dois pacotes de bolacha por mês. “Nossas coisas são rasgadas, quebradas, jogadas fora se passar de dois quilos. O sabonete é cortado em quatro pedações e são mais de 14 presos numa cela sem nenhum ventilador. Se está quente aqui fora, imagine lá dentro”, desabafou.

Ela disse que uma nova tentativa de diálogo será feita nesta terça-feira, 27. “Vamos tentar ter uma conversa com o diretor, mas já estamos decididos a fechar a BR 364. Vamos reunir o máximo de famílias porque está todo mundo na mesma situação”, revelou.

“Não queremos prejudicar ninguém, mas as pessoas precisam saber o que está acontecendo. Fora as humilhações que já passamos a cada vez que precisamos entrar do sistema penitenciário, temos que ficar calados com a falta de humanidade? Não podemos nos calar, são nossos familiares que estão lá dentro, no calor sem tamanho”, desabafou.

Contilnet

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI