RIO BRANCO

Chuva com vento destelha casas e derruba árvores em Rio Branco nesta quarta (14)

Published

on

A chuva que atingiu a capital Rio Branco na tarde desta quarta-feira (14) causou alguns transtornos para a população. Durante 20 minutos, a chuva com ventania destelhou casas, derrubou árvores e também provocou o abalo de uma estrutura.

A Defesa Civil Municipal informou que a chuva iniciou às 14h50 desta quarta e durou 20 minutos. Quando parou, os bombeiros foram acionados para ajudar os moradores.

Conforme dados da corporação, as equipes atendem nove ocorrências de corte de árvores e três de destelhamentos nos bairros Belo Jardim, João Eduardo, Morada do Sol e Loteamento Farrath.

No bairro Bahia Velha, Travessa Dom Pedro, a ventania afetou toda estrutura da casa e o telhado teria voado uns 50 metros, segundo a Defesa Civil. A residência ficou com rachaduras e é avaliada pelas equipes.

G1

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  “Não há mais possibilidade de aceitar convite do PT”, diz Jenilson
Advertisement

RIO BRANCO

Familiares de presos podem fechar BR-364 a qualquer momento: “Não vamos nos calar”

Published

on

A mulher de um dos educandos da Unidade Prisional Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, disse que os familiares dos presos estão se organizando para reivindicar melhorias no sistema prisional no interior.

nesta terça-feira, 27, o grupo vai procurar o diretor da unidade, Francisco de Assis e, caso não sejam definidas melhorias em curto prazo, a BR 364 será interditada.

“Aqui é um pouco complicado, porque já fizemos varias reivindicações e nada muda. As coisas acontecem em Rio Branco, mas não chegam aqui. Aqui ainda só podemos entrar com dois quilos de comida, o que passa é jogado fora”, lamentou a mulher que preferiu não ser identificada porque vem sendo ameaçada.

“Os policiais aqui nos ameaçam, dizem que vão transferir nossos maridos caso a gente reinvindique nossos direitos nas ruas. Mas o que podemos fazer? A polícia vai na porta da nossa casa se a gente for pra rua, a gente se sente só, sem saber com quem contar, mas não vamos desistir”, disse.

Leia Também:  Governo reinaugura instalações da Delegacia de Flagrantes em Rio Branco

A mulher contou que os presos só recebem dois pacotes de bolacha por mês. “Nossas coisas são rasgadas, quebradas, jogadas fora se passar de dois quilos. O sabonete é cortado em quatro pedações e são mais de 14 presos numa cela sem nenhum ventilador. Se está quente aqui fora, imagine lá dentro”, desabafou.

Ela disse que uma nova tentativa de diálogo será feita nesta terça-feira, 27. “Vamos tentar ter uma conversa com o diretor, mas já estamos decididos a fechar a BR 364. Vamos reunir o máximo de famílias porque está todo mundo na mesma situação”, revelou.

“Não queremos prejudicar ninguém, mas as pessoas precisam saber o que está acontecendo. Fora as humilhações que já passamos a cada vez que precisamos entrar do sistema penitenciário, temos que ficar calados com a falta de humanidade? Não podemos nos calar, são nossos familiares que estão lá dentro, no calor sem tamanho”, desabafou.

Contilnet

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI