SAÚDE

5 receitas para detoxificar rins, fígado e pâncreas

Published

on

5 receitas para detoxificar rins, fígado e pâncreas
Matilde Freitas

5 receitas para detoxificar rins, fígado e pâncreas

A detoxificação é um processo natural do corpo humano. Por meio de órgãos como o fígado, os rins e os intestinos, ocorre a eliminação de produtos tóxicos do organismo pelo suor, urina e fezes. Contudo, alguns cuidados com a alimentação podem contribuir positivamente para esse processo. Confira as dicas do nutrólogo Sandro Ferraz:

Chá de gengibre

Ingredientes

Modo de preparo

Em uma panela, coloque a água e leve ao fogo médio até levantar fervura. Corte o gengibre em cubinhos e acrescente à panela. Deixe cozinhar por 10 minutos em fogo baixo. Em seguida, desligue o fogo e coe em uma peneira. Sirva em seguida.

Chá-verde

Ingredientes

  • 250 ml de água 
  • 1 colher de sopa de  folhas de chá-verde 

Modo de preparo

Em uma panela, coloque a água e leve ao fogo médio até levantar fervura. Deixe a água ferver por 8 minutos e adicione o chá-verde. Coe o chá em uma peneira e sirva em seguida.

Infusão de Alcaçuz

I ngredientes

  • 25 g de alcaçuz 
  • 1 litro de água 
Leia Também:  Rim, olhos, coração, baço, fígado: veja quanto o mercado negro está pagando por órgão humano

Modo de preparo

Em uma panela, coloque o  alcaçuz  e a água. Leve ao fogo médio para ferver até que um quarto da água seja reduzida. Retire do fogo e sirva em seguida.

Chá de quebra-pedra

Ingredientes 

  • 1 l de água
  • 10 g de folhas secas de quebra-pedra

Modo de  preparo 

Em uma panela, coloque a água e as folhas e leve ao fogo médio até levantar fervura. Deixe ferver por 10 minutos. Desligue o fogo, tampe o recipiente e deixe descansar por mais 10 minutos. Sirva em seguida.

Dica: consuma de 2 a 3 xícaras do chá ao dia. 

Suco detox

Ingredientes 

  • 1 folha de couve  
  • 2 laranjas
  •  1 maçã
  •  1 pepino 

Modo de preparo

Em um liquidificador , coloque todos os ingredientes e bata até obter um suco homogêneo. Transfira o suco para uma jarra e sirva em seguida.

Dica: tome o suco sem adoçar.

Chás e suas funções 

  • Chá de gengibre: desinflama, depura o organismo , é sedativo e antioxidante;
  • Chá-verde: limpa o pâncreas;
  • Infusão de alcaçuz: ajuda a digerir os alimentos ;
  • Chá de quebra-pedra: ajuda a combater pedras nos rins.

Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

SAÚDE

Planos de saúde passarão a cobrir transplantes de fígado

Published

on

Médica atuando em cirurgia
Artur Tumasjan / Unsplash

Médica atuando em cirurgia


O transplante de fígado para o tratamento de pacientes com doença hepática, contemplados com a disponibilização do órgão por meio de fila única do Sistema Único de Saúde (SUS), passará a ter cobertura obrigatória pelos planos de saúde.

A decisão foi anunciada hoje (30) pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e passará a integrar o rol da agência a partir de sua publicação no Diário Oficial da União(DOU), prevista para segunda-feira (3).

A Diretoria Colegiada da ANS aprovou também nesta sexta-feira a inclusão do medicamento Regorafenibe, para o tratamento de pacientes com câncer colorretal avançado ou metastático, no rol de procedimentos e eventos em saúde.

De acordo com a ANS, as tecnologias cumpriram os requisitos previstos em norma e passaram por todo o processo de avaliação e incorporação após serem apresentadas por meio do FormRol, o processo continuado de avaliação da agência, cuja análise é baseada em avaliação de tecnologias em saúde. Trata-se de um sistema de excelência que prima pela saúde baseada em evidências.

As tecnologias também discutidas em reuniões técnicas da Comissão de Atualização do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde Suplementar (Cosaúde), realizadas entre junho e setembro deste ano, com ampla participação social.

Leia Também:  Veja só esse alho em conserva para você usar nas suas receitas ou servir com saladas! Uma delícia!

Ajustes

Para assegurar cobertura aos procedimentos vinculados ao transplante hepático, foram realizados ajustes ao Anexo I do Rol, que traz a listagem dos procedimentos cobertos, incluídos procedimentos para o acompanhamento clínico ambulatorial e para o período de internação do paciente, bem como os testes para detecção quantitativa por PCR (proteína C reativa) do citomegalovírus e vírus Epstein Barr.

As reuniões técnicas da Cosaúde contaram com representantes do Ministério da Saúde e da Central Nacional de Transplantes, visando assegurar que o transplante seguirá sua cobertura conforme a situação do paciente na fila única nacional gerida pelo SUS e de acordo com os processos definidos pelo Sistema Nacional de Transplantes.

Outros medicamentos

A diretoria da ANS aprovou ainda a inclusão de outros quatro medicamentos no rol de procedimentos. Trata-se de antifúngicos que podem ter uso sob regime de administração injetável ambulatorial e que possibilitam a desospitalização de pacientes em um contexto de aumento de micoses profundas graves como resultado da pandemia de covid-19.


Os medicamentos são Voriconazol, para pacientes com aspergilose invasiva; Anfotericina B lipossomal, para tratamento da mucormicose na forma rino-órbito-cerebral; Isavuconazol, para tratamento em pacientes com mucormicose; e Anidulafungina, para o tratamento de candidemia e outras formas de candidíase invasiva.

A ANS destacou que esta é a 13ª atualização do rol em 2022. Somente este ano, foram incorporados à lista de coberturas obrigatórias 12 procedimentos e 25 medicamentos, bem como ampliações importantes para pacientes com transtornos de desenvolvimento global, como o transtorno do espectro autista, além do fim dos limites para consultas e sessões de psicologia, fonoaudiologia, terapia ocupacional e fisioterapia, desde que sob indicação médica.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG SAÚDE

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI