Sem Categoria

Bombou a transmissão ao vivo em que Marina Silva anuncia pré-candidatura à Presidência da República

Published

on

A transmissão ao vivo pela rede Facebook, com mais de 3,4 mil reações de internautas, além de 4 mil comentários e 450 compartilhamentos, a ex-senadora Marina Silva (Rede Sustentabilidade) anunciou ser pré-candidata à Presidência da República em 2018. A ex-senadora afirmou que fez uma consulta com sua família, amigos e filiados do partido em todos os estados para ajudar na decisão.  A ex-senadora afirmou que fez uma consulta com sua família, amigos e filiados do partido em todos os estados para ajudar na decisão. “Pela primeira vez, meus quatro filhos que sempre botavam um certo cuidado, disseram ‘não tem alternativa, você tem que estar presente no processo'”, afirmou durante a transmissão ao vivo via rede social.  Marina Silva afirmou ainda que o país passa por uma grave crise nos âmbitos político, ético e econômico, embora destaque que a economia venha apresentando uma “leve melhora”.
A ex-senadora ainda falou sobre o pouco tempo de televisão que o partido terá, mas mostrou otimismo. “Teremos 12 segundos de televisão, mas como diz nosso deputado João Derly, vamos beber água boa do compromisso, da esperança, de transformar dificuldades em fortaleza”, disse. Durante a transmissão, Marina ainda afirmou que o maior presente que a sociedade pode dar aos partidos que “criaram a crise” é dar a eles quatro anos de um período sabático.
A ex-senadora afirmou que em um de seus encontros com Eduardo Campos, ex-governador de Pernambuco, morto durante a campanha eleitoral de 2014, ela afirmou que um dos maiores presentes que eles poderiam dar à então presidente Dilma Rousseff seria vencê-la na eleição. “Seria um presente pra ela e um ‘cavalo de Tróia’ para nós, porque não sabíamos o que estava acontecendo nesse país”, afirmou Marina.
Ainda na transmissão ao vivo, a ex-senadora disse que o Brasil precisa de algum candidato que seja capaz de unir as pessoas em prol dos interesses reais do país. Além disso, ela convocou a sociedade para discutir os futuros da nação.
“Chegou a hora da sociedade contribuir para a política, onde sejam derrotadas as estruturas e que seja vencedora a estrutura de unir o Brasil em torno da democracia, do que interessa”, afirmou.
Marina ainda completou que a campanha da Rede será pacífica. “Nós teremos que entrar nessa campanha da seguinte forma: é preciso oferecer a outra face. Pra face da mentira, a verdade; para a face do ódio, o amor. Se eles vêm de campanha milionária, a gente vai fazer uma campanha franciscana, no real sentido de franciscano”, disse.
 

Leia Também:  Susto: jovem dorme ao volante, acorda assustado e, por sorte, não invade farmácia

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

manchete

Com 75% das escolas fechadas devido à greve, prefeito de Rio Branco recua e propõe pagar piso em duas parcelas

Published

on

O impasse entre a Prefeitura de Rio Branco e os servidores da rede pública de Educação continua e cerca de 75% das escolas seguem sem aulas na capital por conta da greve. Nesta terça-feira (29), o prefeito Tião Bocalom afirmou que recuou e que vai pagar o piso aos professores em duas parcelas ainda este ano.
Esta era uma das pautas dos trabalhadores, mas, segundo a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), Rosana Nascimento, a proposta ainda não foi formalizada e entregue ao sindicato e, pelo que foi divulgado, ela não contempla o que a categoria tem pedido. Por isso, a greve está mantida.
Os servidores municipais de Educação estão em greve desde o dia 24 do mês passado. Desde então, a categoria tem feito vários protestos pela cidade, inclusive junto com servidores da Educação estadual, que também estão com as atividades paralisadas.
A categoria pede:
– Reformulação de Plano de Cargo Carreira e Remuneração (PCCR);
– Piso nas carreiras aos professores, com 50% de diferença do nível médio para superior;
– Piso de uma única parcela aos professores;
– Piso dos funcionários de escolas que é de R$ 1.400, a proposta do Sinteac é de R$ 1.956;
– E se coloca contra a proposta da prefeitura de aumentar tempo de serviço para progressão salarial;
– Convocação efetiva do concurso de 2018.
A categoria voltou a protestar nesta terça em frente à Câmara de Vereadores de Rio Branco.
“A categoria disse que aceitaria o pagamento do piso em até duas parcelas. Além disso, que fosse avançada a pauta dos funcionários de escola, com piso de R$ 1,7 mil e R$ 1,8 mil. Aí, o prefeito está avançando com professores, mas não avançou com funcionários de apoio. Nós construímos algo com a categoria, que só vai sair da greve, avançando tanto na proposta dos professores como dos funcionários. Nós já abrimos mão demais”, disse Rosana.
Fonte: G1 Acre

Leia Também:  Calegário emplaca pré candidatura de Jebert Nascimento entre jovens republicanos do Acre

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI