Sem Categoria

Criticado em personagem de Lula no filme “Lava jato”, Ary Fontoura diz que ex-presidente deve muito aos brasileiros

Published

on

Alvo de críticas e elogios pela participação no filme “Polícia Federal – A Lei é Para Todos”, no qual aparece apenas no final, interpretando Lula, no momento em que o ex-presidente é levado de forma coercitiva para depoimento, o ator Ary Fontoura afirma já ter votado quatro vezes no petista. Hoje, faz cobranças. “Mais esperança do que depositei nele? Votei quatro vezes no homem. Ele faz tudo isso (referência às investigações da Lava Jato) e não sabe de nada? Não sou eu que tô devendo para o Lula. É o Lula que tá devendo para mim e para todo mundo”, disse à coluna de Mônica Bergamo.
“Eu tenho 84 anos de idade. Estou até hoje esperando para ter a lembrança de um bom presidente. Não me recordo de nenhum que eu possa dizer ‘foi o melhor presidente do período da tua vida’. Ninguém. Ninguém. E agora, votar em quem? No Lula? Já votei quatro vezes. Seria sadismo. Bolsonaro, o retrocesso do retrocesso? Vou votar nisso? Ciro Gomes, que explode a toda hora? João Doria? Começou bem, mas tá se perdendo. Pela madrugada! Não tem. Você votaria no juiz Sergio Moro? Eu, sim. Se estivessem a Marina Silva, o Bolsonaro e o Moro, claro que eu votaria no Moro”, prosseguiu.
Fonte: Noticia ao minuto

Leia Também:  Ex comandante da PM e presidente do ISE deixa UTI, volta pra casa e saúda profissionais da Saúde: "fazem a diferença"

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

manchete

Com 75% das escolas fechadas devido à greve, prefeito de Rio Branco recua e propõe pagar piso em duas parcelas

Published

on

O impasse entre a Prefeitura de Rio Branco e os servidores da rede pública de Educação continua e cerca de 75% das escolas seguem sem aulas na capital por conta da greve. Nesta terça-feira (29), o prefeito Tião Bocalom afirmou que recuou e que vai pagar o piso aos professores em duas parcelas ainda este ano.
Esta era uma das pautas dos trabalhadores, mas, segundo a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), Rosana Nascimento, a proposta ainda não foi formalizada e entregue ao sindicato e, pelo que foi divulgado, ela não contempla o que a categoria tem pedido. Por isso, a greve está mantida.
Os servidores municipais de Educação estão em greve desde o dia 24 do mês passado. Desde então, a categoria tem feito vários protestos pela cidade, inclusive junto com servidores da Educação estadual, que também estão com as atividades paralisadas.
A categoria pede:
– Reformulação de Plano de Cargo Carreira e Remuneração (PCCR);
– Piso nas carreiras aos professores, com 50% de diferença do nível médio para superior;
– Piso de uma única parcela aos professores;
– Piso dos funcionários de escolas que é de R$ 1.400, a proposta do Sinteac é de R$ 1.956;
– E se coloca contra a proposta da prefeitura de aumentar tempo de serviço para progressão salarial;
– Convocação efetiva do concurso de 2018.
A categoria voltou a protestar nesta terça em frente à Câmara de Vereadores de Rio Branco.
“A categoria disse que aceitaria o pagamento do piso em até duas parcelas. Além disso, que fosse avançada a pauta dos funcionários de escola, com piso de R$ 1,7 mil e R$ 1,8 mil. Aí, o prefeito está avançando com professores, mas não avançou com funcionários de apoio. Nós construímos algo com a categoria, que só vai sair da greve, avançando tanto na proposta dos professores como dos funcionários. Nós já abrimos mão demais”, disse Rosana.
Fonte: G1 Acre

Leia Também:  Associação de indígenas defende Bruno e Dom de presidente da Funai

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI