Sem Categoria

Linha dura na Rede Amazônica “rebaixa” Jeffson Dourado e demite Débora Ribeiro

Published

on

Débora Ribeiro trabalhou por décadas na TV Acre


O jornalista Jeffson Dourado deixou a Direção de Jornalismo da Rede Amazônica no Acre. Mudanças consideradas antipáticas implementadas pela nova direção da emissora rebaixaram Dourado à condição de repórter – no entanto, ele continua sendo o único a cumprir pautas exibidas na grade de programação nacional da TV Globo. A repórter Débora Ribeiro, um dos profissionais mais antigos da casa, foi comunicada de sua demissão. Há pelo menos dois outros jornalistas na lista de novos dispensados.  As ordens são determinadas pelo novo diretor, Carlos Bona, que veio de São Paulo para implementar um modelo bastante radical de gestão na empresa. Funcionários dizem que até o cafezinho é monitorado pelo filho do proprietário falecido do grupo, Felipe Daou. “Felipinho” autorizou o corte do almoço dos trabalhadores e suspendeu o pagamento de horas extras. A jornada de trabalho do pessoal lotado no jornalismo também foi reduzida e até a água mineral são os próprios funcionários que trazem de casa. O acjornal.com denunciou a situação e provocou um pedido de explicações do sindicato que representa a categoria. A emissora ainda não respondeu ao ofício encaminhado pelo presidente do Sinjac, Vitor Augusto. Internamente, há ameaças de demissão aos funcionários que vazarem informações sobre as medidas adotadas pela nova direção da Rede Amazônica.  A qualidade do conteúdo exibido pela afiliada da Globo no Acre não tem agradado há muito anos. A boa audiência do telejornal ACTV deve-se à “carona” natural dada pelos telespectadores no intervalo entra a novela e o Jornal Nacional.

Leia Também:  Gladson, Alan, Jéssica e Petecão destinam R$ 700 mil em emendas para a Amac

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

manchete

Com 75% das escolas fechadas devido à greve, prefeito de Rio Branco recua e propõe pagar piso em duas parcelas

Published

on

O impasse entre a Prefeitura de Rio Branco e os servidores da rede pública de Educação continua e cerca de 75% das escolas seguem sem aulas na capital por conta da greve. Nesta terça-feira (29), o prefeito Tião Bocalom afirmou que recuou e que vai pagar o piso aos professores em duas parcelas ainda este ano.
Esta era uma das pautas dos trabalhadores, mas, segundo a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), Rosana Nascimento, a proposta ainda não foi formalizada e entregue ao sindicato e, pelo que foi divulgado, ela não contempla o que a categoria tem pedido. Por isso, a greve está mantida.
Os servidores municipais de Educação estão em greve desde o dia 24 do mês passado. Desde então, a categoria tem feito vários protestos pela cidade, inclusive junto com servidores da Educação estadual, que também estão com as atividades paralisadas.
A categoria pede:
– Reformulação de Plano de Cargo Carreira e Remuneração (PCCR);
– Piso nas carreiras aos professores, com 50% de diferença do nível médio para superior;
– Piso de uma única parcela aos professores;
– Piso dos funcionários de escolas que é de R$ 1.400, a proposta do Sinteac é de R$ 1.956;
– E se coloca contra a proposta da prefeitura de aumentar tempo de serviço para progressão salarial;
– Convocação efetiva do concurso de 2018.
A categoria voltou a protestar nesta terça em frente à Câmara de Vereadores de Rio Branco.
“A categoria disse que aceitaria o pagamento do piso em até duas parcelas. Além disso, que fosse avançada a pauta dos funcionários de escola, com piso de R$ 1,7 mil e R$ 1,8 mil. Aí, o prefeito está avançando com professores, mas não avançou com funcionários de apoio. Nós construímos algo com a categoria, que só vai sair da greve, avançando tanto na proposta dos professores como dos funcionários. Nós já abrimos mão demais”, disse Rosana.
Fonte: G1 Acre

Leia Também:  RedeTV! demite diretor do Encrenca e põe ex-Pânico para salvar atração

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI