Sem Categoria

Secretário de Saúde aposta na rede social e assume sua própria campanha para deputado estadual

Published

on

O secretário Gemil Júnior (Saúde) tenta emplacar sua pré-candidatura a deputado estadual viralizando mensagens pessoais nos grupos de Whatsapp e Facebook. O próprio secretário assina os textos em que pede para que os internautas salvem seu número de celular, a pretexto de compartilhar informações em listas de transmissão. “Mas só será possível para pessoas que possuem o meu número”, diz Gemil num pedido “bem simples” que fez ao amanhecer desta segunda-feira (9).
Gemil tem pessoas de suas estrita confiança espalhadas nas unidades de saúde, encarregada de impulsionar seu nome e formar corrente para dar visibilidade à pré-candidatura. Dias atrás, Gemil fez o anúncio da convocação dos concursados do estado na sua página no Facebook, por meio de uma transmissão ao vivo. Ele respondeu perguntas dos internautas e tirou dúvidas sobre questões técnicas referentes aos concursos da Sesacre realizados em 2013 e 2014.
O perdido do secretário é o seguinte: “Bom dia pessoal, Gostaria de fazer um pedido bem simples. Que todos possam “salvar” o meu número na lista de contatos de vocês. Tem ações que gostaria de compartilhar via “lista de transmissão”, mas só será possível para as pessoas que possuem meu número.
(68) 98401-1083
Secretario estadual de Saúde
Gemil Junior

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Acre: manicure investe em curso de pedreiro no Senai para construir a casa própria
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

manchete

Com 75% das escolas fechadas devido à greve, prefeito de Rio Branco recua e propõe pagar piso em duas parcelas

Published

on

O impasse entre a Prefeitura de Rio Branco e os servidores da rede pública de Educação continua e cerca de 75% das escolas seguem sem aulas na capital por conta da greve. Nesta terça-feira (29), o prefeito Tião Bocalom afirmou que recuou e que vai pagar o piso aos professores em duas parcelas ainda este ano.
Esta era uma das pautas dos trabalhadores, mas, segundo a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), Rosana Nascimento, a proposta ainda não foi formalizada e entregue ao sindicato e, pelo que foi divulgado, ela não contempla o que a categoria tem pedido. Por isso, a greve está mantida.
Os servidores municipais de Educação estão em greve desde o dia 24 do mês passado. Desde então, a categoria tem feito vários protestos pela cidade, inclusive junto com servidores da Educação estadual, que também estão com as atividades paralisadas.
A categoria pede:
– Reformulação de Plano de Cargo Carreira e Remuneração (PCCR);
– Piso nas carreiras aos professores, com 50% de diferença do nível médio para superior;
– Piso de uma única parcela aos professores;
– Piso dos funcionários de escolas que é de R$ 1.400, a proposta do Sinteac é de R$ 1.956;
– E se coloca contra a proposta da prefeitura de aumentar tempo de serviço para progressão salarial;
– Convocação efetiva do concurso de 2018.
A categoria voltou a protestar nesta terça em frente à Câmara de Vereadores de Rio Branco.
“A categoria disse que aceitaria o pagamento do piso em até duas parcelas. Além disso, que fosse avançada a pauta dos funcionários de escola, com piso de R$ 1,7 mil e R$ 1,8 mil. Aí, o prefeito está avançando com professores, mas não avançou com funcionários de apoio. Nós construímos algo com a categoria, que só vai sair da greve, avançando tanto na proposta dos professores como dos funcionários. Nós já abrimos mão demais”, disse Rosana.
Fonte: G1 Acre

Leia Também:  Pescador faz descoberta arqueológica incrível no Acre

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI