Sem Categoria

VÍDEO: Advogado assume ser do CV e anuncia soltura de traficantes no Acre. “Rio Branco será nossa. Sou bandido mesmo. Estou aqui pra ficar rico e rico estarei”

Published

on

O advogado Manoel Elivaldo Batista de Lima Júnior gravou vídeo afirmando ser membro do Comando Vermelho. “Sou bandido mesmo. Estou aqui para ficar rico e rico estarei”, afirma. Na gravação, ele diz, ainda: “Rio Branco será nossa”. Sem qualquer cerimônia, o advogado garante ter certeza que vai assumir o comando da facção criminosa, ganhar muito dinheiro e comprar um Camaro, e que criminosos ligados ao C.V.  – entre eles Paulinho do Calafate e Nego Bala, atualmente presos – vão sair da cadeia e assumir a capital do Acre.
Este é um segundo vídeo em que o advogado relata ter envolvimento com o crime organizado. Noutro, ele empunha uma submetralhadora.
Em nota, a Associação dos Advogados Criminalistas do Acre considerou o primeiro vídeo uma postura de bravata e fanfarrice da parte de Manoel Batista. A OAB-AC não teria tido conhecimento da segunda gravação até às 22 horas desta quinta-feira. Durante o dia, o presidente da entidade, Marcus Venícios Jardim, havia confirmado que um processo administrativo estava sendo aberto para que o advogado explique a origem da arma.
A associação informa que “o profissional que de forma incauta publiciza comportamento temerário, evidenciando conduta criminosa será chamado à responsabilidade de acordo com as normas da Instituição, sem prejuízo de chamamento próprio na seara do Poder Judiciário”. Manoel chegou a afirmar que não sabia a origem das imagens, e que a metralhadora seria um brinquedo comprado no comércio de Rio Branco.
https://youtu.be/1xDUBWsskM0
 
 

Leia Também:  Coronavírus: Nicolau Júnior prorroga suspensão de atividades legislativas até 15 de abril

COMENTE ABAIXO:
Advertisement
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

manchete

Com 75% das escolas fechadas devido à greve, prefeito de Rio Branco recua e propõe pagar piso em duas parcelas

Published

on

O impasse entre a Prefeitura de Rio Branco e os servidores da rede pública de Educação continua e cerca de 75% das escolas seguem sem aulas na capital por conta da greve. Nesta terça-feira (29), o prefeito Tião Bocalom afirmou que recuou e que vai pagar o piso aos professores em duas parcelas ainda este ano.
Esta era uma das pautas dos trabalhadores, mas, segundo a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), Rosana Nascimento, a proposta ainda não foi formalizada e entregue ao sindicato e, pelo que foi divulgado, ela não contempla o que a categoria tem pedido. Por isso, a greve está mantida.
Os servidores municipais de Educação estão em greve desde o dia 24 do mês passado. Desde então, a categoria tem feito vários protestos pela cidade, inclusive junto com servidores da Educação estadual, que também estão com as atividades paralisadas.
A categoria pede:
– Reformulação de Plano de Cargo Carreira e Remuneração (PCCR);
– Piso nas carreiras aos professores, com 50% de diferença do nível médio para superior;
– Piso de uma única parcela aos professores;
– Piso dos funcionários de escolas que é de R$ 1.400, a proposta do Sinteac é de R$ 1.956;
– E se coloca contra a proposta da prefeitura de aumentar tempo de serviço para progressão salarial;
– Convocação efetiva do concurso de 2018.
A categoria voltou a protestar nesta terça em frente à Câmara de Vereadores de Rio Branco.
“A categoria disse que aceitaria o pagamento do piso em até duas parcelas. Além disso, que fosse avançada a pauta dos funcionários de escola, com piso de R$ 1,7 mil e R$ 1,8 mil. Aí, o prefeito está avançando com professores, mas não avançou com funcionários de apoio. Nós construímos algo com a categoria, que só vai sair da greve, avançando tanto na proposta dos professores como dos funcionários. Nós já abrimos mão demais”, disse Rosana.
Fonte: G1 Acre

Leia Também:  Leia, reflita e responda: foi premonição ou profecia???

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI