TECNOLOGIA

Netflix barata com anúncios: Google e NBCUniversal podem ser parceiros

Published

on

source
Netflix pode ganhar assinatura mais barata e com anúncios
Unsplash

Netflix pode ganhar assinatura mais barata e com anúncios

A NBCUniversal, do conglomerado de mídia Comcast, e o Google, da gigante de tecnologia Alphabet, são os dois candidatos a parceiros da Netflix em seu desafio de desenvolver uma modalidade de serviço de streaming baseado na veiculação de publicidade . A informação foi repassada por uma fonte a par das conversas ao jornal americano The Wall Street Journal.

A plataforma americana, líder mundial de streaming, resistia ao modelo de propagandas na programação, mas vem falando sobre o tema com mais regularidade desde que revelou, em abril, a  perda de 200 mil assinantes só no primeiro trimestre deste ano.

Foi a primeira vez, em uma década, que houve uma queda tão significativa na base de assinantes. A propaganda é a saída que a empresa está planejando para recuperar a velocidade de alta nas receitas. Reteria assinantes com um tipo de assinatura mais barata que tivesse a veiculação de publicidade, o que renderia outra receita para a empresa.

Segundo o WSJ, as duas empresas conversam com a Netflix sobre um possível acordo em que ajudaria a empresa a desenvolver o novo serviço baseado em anúncios. A NBCUniversal teria não só apenas a sua equipe comercial trabalhando na captação dos anúncios, mas também tecnologia da Free Whell, unidade de publicidade da Comcast.

Já o Google poderia agregar com a experiência que já têm na veiculação de publicidade na plataforma de vídeos Youtube, que também pertence à Alphabet. Além disso, a Netflix já tem uma relação comercial com o Google, como cliente de de suas ferramentas de publicidade on-line.

Em comunicado ao WSJ, um represente da Netflix informou que ainda está no início dos estudos para decidir como lançar um serviço com preço menor de assinatura, com publicidade, mas ainda não foram tomadas decisões.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

TECNOLOGIA

WhatsApp será usado por Defesa Civil para enviar alertas de desastres

Published

on

WhatsApp receberá alertas de desastres
Unsplash/Mourizal Zativa

WhatsApp receberá alertas de desastres

O governo federal vai recorrer à tecnologia para tentar proteger vidas durante desastres. Em uma parceria anunciada nesta quarta-feira (29), o Ministério do Desenvolvimento Regional se juntou ao WhatsApp e à empresa de atendimento Robbu para criar um sistema de alertas de desastres por meio do mensageiro. A iniciativa estará disponível em todo o Brasil.

Daniel Ferreira, ministro do Desenvolvimento Regional, assinou o Acordo de Cooperação Técnica (ACT) para dar continuidade ao desenvolvimento do projeto. A ferramenta deve estar disponível em no máximo 60 dias.

O cidadão precisará se cadastrar usando um número, link ou código. As demais etapas serão guiadas por um chatbot. Depois, o usuário poderá compartilhar sua localização ou fornecer outra de seu interesse.

Assim, ele receberá alertas para aquela região, dicas para se proteger e como sair do local caso haja um desastre. Até mesmo avisos de outros estados poderão ser enviados.

As informações serão fornecidas por municípios e estados, que ficam responsáveis por avaliar e transmitir os alertas de risco. A ideia é que situações como deslizamentos de terra, alagamentos e chuvas de granizo sejam avisadas aos moradores.

Leia Também:  Aplicativos espiões são primeiro passo para a violência doméstica

Defesa Civil usa SMS, Google e Telegram

O WhatsApp é um dos apps mais utilizados e presentes nos smartphones dos brasileiros. Faz todo o sentido recorrer a ele para alertas.

Atualmente, a Defesa Civil envia este tipo de mensagem por outros meios. O órgão conta com a Interface de Divulgação de Alertas Públicos (Idap), que se conecta a vários canais.

Um deles é o SMS, presente há décadas nos celulares. Para se cadastrar, é preciso enviar uma mensagem com o CEP da sua residência (ou do local de seu interesse) para o número 40199.

O governo também conta com um  bot no Telegram para enviar os alertas. Basta compartilhar a localização para receber a situação atual e se cadastrar para anúncios futuros.

A parceria mais recente foi firmada com o Google, no começo de junho de 2022. Com ela, buscas com palavras-chave relacionadas a desastres retornam alertas da Defesa Civil. O Google Maps também passou a apresentar essas informações ao navegar por uma região afetada.

Leia Também:  WhatsApp cria opção para usar a conta em dois celulares ao mesmo tempo

Até mesmo as TVs por assinatura estão ligadas ao Idap. Desde 2019, elas podem transmitir alertas através de uma mensagem pop-up na tela.

Fonte: IG TECNOLOGIA

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI