manchete

Alunos de Medicina farão protesto ainda hoje em solidariedade ao colega agredido por sargento da PM na fronteira

Published

on

Os estudantes de Medicina que moram em Epitaciolândia e Brasileia organizam para a tarde deste domingo, 28, uma manifestação pública contra o sargento da Polícia Militar do Acre, Erisson Neri, lotado no Grupamento Giro, que está foragido e fugiu do flagrante após atirar cinco vezes contra um estudante acreano que estuda na Bolívia, identificado como Flávio. O crime ocorreu nesta madrugada, num bar da cidade.
“A situação é insustentável.  Não podemos nos acovardar nesse momento. Nosso amigo encontra-se em estado grave no PS de Rio Branco e esse sargento está foragido para fugir do flagrante.  Queremos justiça”, informou ao acjornal um dos organizadores da manifestação. Eles pedirão uma apuração isenta e a expulsão do sargento dos quadros da PM AC.
O crime teria sido motivado por ciúmes.  As duas companheiras de Erisson se beijavam em público e chamavam atenção quando o estudante teria manifestado alguma reação que deixou o militar fora de si. Todos bebiam.
O uso de arma de fogo é vedado, exceto em situação de legítima defesa, oi que não é o caso.

Leia Também:  Executiva do PPS emite nota em solidariedade ao secretário de Educação

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

manchete

Servidores da Educação e Saúde do AC mantém greve após aprovação de reajuste e auxílio alimentação

Published

on

Servidores da Educação e Saúde do estado decidiram manter a paralisação das atividades e atendimentos após aprovação dos reajustes salariais e auxílio alimentação pelos deputados na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac). As categorias se reúnem na próxima semana para discutir os próximos passos da greve.
A greve da Educação começou no dia 16 de fevereiro. O motivo é a paralisação dos servidores da pasta por melhorias salariais, concurso público e outras reivindicações. Por conta da paralisação, o início das aulas foram adiadas do dia 4 de abril para o dia 11.
“Vamos fazer a assembleia na segunda-feira [4] às 9h no Centro. Não era o que queríamos, queremos manter nossa estrutura de carreira, os percentuais entre os níveis, manter os percentuais entre nossas referências e, infelizmente, nos tiraram tudo. Vamos apresentar e discutir como ficou o projeto”, afirmou a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), Rosana Nascimento.
Os sindicatos dos Trabalhadores em Saúde do Acre (Sintesac) e dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) também se posicionaram a favor da paralisação. Para o Sindmed-AC, a reposição de 5,42% é ofensiva e o governo descumpriu o acordo.
“O descumprimento do acordo representou uma grande decepção para a categoria, uma ofensa, pois já havia concordância, por meio de negociação fechada, em junho do ano passado, que existiria a reposição inflacionária dos dois últimos anos”, pontuou o vice-presidente do sindicato, Rodrigo Prado.
O presidente do Sintesac, Adailton Cruz, disse que a categoria se reúne na próxima terça-feira (5) em uma assembleia geral para discutir se continua ou não com o movimento. “O reajuste aprovado não é o que o governo se comprometeu, não é nem a metade do que foi acordado. Os trabalhadores estão muito decepcionado”, revelou.
Com informações G1 Acre

Leia Também:  Deputado relata ter sido agredido verbalmente por bolsonarista

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI