manchete

Desvio de combustíveis no Iapen: mais veículos de luxo são apreendidos em Rio Branco

Published

on

Nas primeiras horas desta terça-feira, 14, a Polícia Civil do Acre deflagrou a segunda fase da Operação “Ouro Negro”, com o cumprimento de 07 mandados de busca e apreensão de alvos localizados em bairros na cidade de Rio Branco.
Após a primeira fase da operação, deflagrada em 6 de novembro de 2021 para desarticular esquema de desvio de combustível, a Polícia Civil deu continuidade a investigação para colheita de provas que subsidiou novo inquérito policial.

Após meses de investigação, a Polícia Civil comprovou a existência de um esquema que desviava combustível do Instituto de Administração Penitenciária (IAPEN), o qual era revendido a empresários ao valor de um real e cinquenta centavos, aproximadamente, mais barato que nos postos.

Com a nova fase da investigação foi possível sequestrar sete veículos que estavam em posse de receptadores do esquema fraudulento de venda de combustíveis, dentre eles um SUV modelo Hillux SW4, marca Toyota, 02 caminhões trucado, 01 caminhão ¾, 02 caminhonetes, 01 carro de passeio e 01 motocicleta.
De acordo com a autoridade policial os veículos serão, com a anuência da justiça, levados a leilão para ressarcimento ao erário público como forma de mitigar o prejuízo causado.

Mais de dez empresários e fazendeiros foram identificados como compradores do combustível desviado, e irão responder pela pratica do crime, em conjunto com os responsáveis pelo desvio do combustível.
Os dados coletados apontaram desvio de aproximadamente vinte mil litros de combustível por mês, e vinha ocorrendo ao menos desde o ano de 2018, gerando um prejuízo milionário ao estado do Acre.
A Polícia Civil vem trabalhando de forma incisiva no combate a corrupção, crime que causa grande prejuízo a toda a população acreana. E agradece ao governo do Estado pelo apoio a instituição Policia Civil. Com informações da Ascom- Polícia Civil

Leia Também:  Crise dos combustíveis rende memes contra o governo; confira

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

manchete

Servidores da Educação e Saúde do AC mantém greve após aprovação de reajuste e auxílio alimentação

Published

on

Servidores da Educação e Saúde do estado decidiram manter a paralisação das atividades e atendimentos após aprovação dos reajustes salariais e auxílio alimentação pelos deputados na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac). As categorias se reúnem na próxima semana para discutir os próximos passos da greve.
A greve da Educação começou no dia 16 de fevereiro. O motivo é a paralisação dos servidores da pasta por melhorias salariais, concurso público e outras reivindicações. Por conta da paralisação, o início das aulas foram adiadas do dia 4 de abril para o dia 11.
“Vamos fazer a assembleia na segunda-feira [4] às 9h no Centro. Não era o que queríamos, queremos manter nossa estrutura de carreira, os percentuais entre os níveis, manter os percentuais entre nossas referências e, infelizmente, nos tiraram tudo. Vamos apresentar e discutir como ficou o projeto”, afirmou a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), Rosana Nascimento.
Os sindicatos dos Trabalhadores em Saúde do Acre (Sintesac) e dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) também se posicionaram a favor da paralisação. Para o Sindmed-AC, a reposição de 5,42% é ofensiva e o governo descumpriu o acordo.
“O descumprimento do acordo representou uma grande decepção para a categoria, uma ofensa, pois já havia concordância, por meio de negociação fechada, em junho do ano passado, que existiria a reposição inflacionária dos dois últimos anos”, pontuou o vice-presidente do sindicato, Rodrigo Prado.
O presidente do Sintesac, Adailton Cruz, disse que a categoria se reúne na próxima terça-feira (5) em uma assembleia geral para discutir se continua ou não com o movimento. “O reajuste aprovado não é o que o governo se comprometeu, não é nem a metade do que foi acordado. Os trabalhadores estão muito decepcionado”, revelou.
Com informações G1 Acre

Leia Também:  Câncer agressivo: Jéssica Sales enfrenta quimioterapia com "fé em Deus" e pré-candidatura ao Senado é incerta

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI