manchete

Dudé é ligeiro: ex melhor amigo dos Viana já organiza a Expoacre no Governo Gladson

Published

on

Dois dias depois de ser convidado pelo governador, Dudé Lima, que de besta não tem nada, já está trabalhando no governo de Gladson Cameli. Jorge Viana deve estar de queixo caído,  mas seu ex-amigo encontrou abrigo na gestão do outrora inimigo e faz questão de contar para todos em suas redes sociais, seja no Feed de Notícias ou nos Stories. Afinal, um convite desses não pode correr o risco de ficar na gaveta, né?
Para quem não lembra, no último sábado, o Governador Gladson Cameli participou da tradicional reunião da confraria dos fofoqueiros do Mercado Municipal Elias Mansour, da qual Dudé é membro fundador, e lá o convidou para organizar a feira agropecuária de 2022.
Para não correr o risco de perder o trabalho que rendeu a fama de milionário,  na segunda-feira, 13, Dudé já mexeu os pauzinhos e tratou de conversar com o secretário de Produção, Nenê Junqueira para tratar do assuntos.
E na manhã desta terça-feira, 14, já estava “vistoriando” as condições do Parque de Exposições para a organização da feira que ocorrerá no final de julho. Pense num homem rápido!
“O Dudé é ligeiro. Foi um dos caras que mais ganhou dinheiro na expoacre. Passou os últimos três anos acerando o atual governo, conseguiu sua grande chance e não iria desperdiçar. Besta é que não soube aproveitar a oportunidade. A feira voltou a ser dele”, comentou um amigo de Dudé que também deve trabalhar no evento do próximo ano.

Leia Também:  Baixada da Sobral em festa: progressistas cedem, Gladson fica e Ney Amorim pode ser anunciado vice de Socorro Neri

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

manchete

Servidores da Educação e Saúde do AC mantém greve após aprovação de reajuste e auxílio alimentação

Published

on

Servidores da Educação e Saúde do estado decidiram manter a paralisação das atividades e atendimentos após aprovação dos reajustes salariais e auxílio alimentação pelos deputados na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac). As categorias se reúnem na próxima semana para discutir os próximos passos da greve.
A greve da Educação começou no dia 16 de fevereiro. O motivo é a paralisação dos servidores da pasta por melhorias salariais, concurso público e outras reivindicações. Por conta da paralisação, o início das aulas foram adiadas do dia 4 de abril para o dia 11.
“Vamos fazer a assembleia na segunda-feira [4] às 9h no Centro. Não era o que queríamos, queremos manter nossa estrutura de carreira, os percentuais entre os níveis, manter os percentuais entre nossas referências e, infelizmente, nos tiraram tudo. Vamos apresentar e discutir como ficou o projeto”, afirmou a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), Rosana Nascimento.
Os sindicatos dos Trabalhadores em Saúde do Acre (Sintesac) e dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) também se posicionaram a favor da paralisação. Para o Sindmed-AC, a reposição de 5,42% é ofensiva e o governo descumpriu o acordo.
“O descumprimento do acordo representou uma grande decepção para a categoria, uma ofensa, pois já havia concordância, por meio de negociação fechada, em junho do ano passado, que existiria a reposição inflacionária dos dois últimos anos”, pontuou o vice-presidente do sindicato, Rodrigo Prado.
O presidente do Sintesac, Adailton Cruz, disse que a categoria se reúne na próxima terça-feira (5) em uma assembleia geral para discutir se continua ou não com o movimento. “O reajuste aprovado não é o que o governo se comprometeu, não é nem a metade do que foi acordado. Os trabalhadores estão muito decepcionado”, revelou.
Com informações G1 Acre

Leia Também:  "É ordem do governador combater a corrupção no governo"

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI