manchete

Governo do Acre recupera 620 km´s de ramais em Rio Branco

Published

on

O governo do Estado, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre), recuperou 620 km de ramais em Rio Branco. Por determinação do governador Gladson Cameli foram aplicados em investimentos R$ 11,2 milhões em serviços de regularização de plataforma, execução de aterros em pontos críticos e abaulamento com saídas d’água para recuperação dos ramais.

As intervenções nos ramais são realizadas pelo Deracre. Foto: Israel Sanchez Ascom/Deracre

“Garantir a trafegabilidade nos ramais do Acre tem sido nosso objetivo, bem como também de atender os pedidos dos produtores agrícolas. É mais uma determinação do governador Gladson Cameli que solicitou aos agentes do Deracre que melhorassem os ramais da zona rural de Rio Branco”, relatou o presidente do Deracre, Petronio Antunes.

Presidente do Deracre reafirma compromisso do governador Gladson Cameli. Foto: Cleiton Lopes/Secom

As ações contemplaram mais de 100 ramais da Rodovia AC-90 na região conhecida como Transacreana. Para a execução dos serviços foram utilizados 29 equipamentos dentre máquinas destinadas pelo governo federal compostas por tratores esteira, motoniveladoras, pá carregadeiras, caminhões-caçamba, retroescavadeiras e carros de apoio.

Maquinários do Estado atuam na AC-90 em Rio Branco. Foto: Israel Sanchez -Ascom/Deracre

Os agentes técnicos da autarquia realizaram serviços de recuperação, de melhoria e reabertura dos ramais, além de raspagem, desvio de águas superficiais, limpeza de bueiros e estabilização do solo. Dentre os ramais contemplados estão: Ramal Jarinal, Castanheira, Saracura, Nova Olinda, Novo Recife, Beija Flor, Dois Irmãos, Goiabal, História Encantada e Sacado.
“Nesta região construímos cerca de 14 pontes em madeira, num total de 112,0 metros; além disso fizemos a implantação de 8 linhas de bueiros equivale a 75 metros”, afirma o diretor de Desenvolvimento Regional do Deracre, Tony Roque.

Leia Também:  Petecão e Bittar parecem tratar eleitor como otário. Acre repudia golpe usando a própria família e Jorge Viana pode se dar bem
Foram implantados 8 linhas de bueiros na região da Transacreana. Foto: Israel Sanchez – Ascom/Deracre

As recuperações dos ramais são realizadas pelo Deracre e visam garantir apoio aos produtores agrícolas, bem como desenvolver as comunidades e facilitar o escoamento da produção. O governo avança com obras em todo o estado.
Da Secom

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

manchete

Servidores da Educação e Saúde do AC mantém greve após aprovação de reajuste e auxílio alimentação

Published

on

Servidores da Educação e Saúde do estado decidiram manter a paralisação das atividades e atendimentos após aprovação dos reajustes salariais e auxílio alimentação pelos deputados na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac). As categorias se reúnem na próxima semana para discutir os próximos passos da greve.
A greve da Educação começou no dia 16 de fevereiro. O motivo é a paralisação dos servidores da pasta por melhorias salariais, concurso público e outras reivindicações. Por conta da paralisação, o início das aulas foram adiadas do dia 4 de abril para o dia 11.
“Vamos fazer a assembleia na segunda-feira [4] às 9h no Centro. Não era o que queríamos, queremos manter nossa estrutura de carreira, os percentuais entre os níveis, manter os percentuais entre nossas referências e, infelizmente, nos tiraram tudo. Vamos apresentar e discutir como ficou o projeto”, afirmou a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), Rosana Nascimento.
Os sindicatos dos Trabalhadores em Saúde do Acre (Sintesac) e dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) também se posicionaram a favor da paralisação. Para o Sindmed-AC, a reposição de 5,42% é ofensiva e o governo descumpriu o acordo.
“O descumprimento do acordo representou uma grande decepção para a categoria, uma ofensa, pois já havia concordância, por meio de negociação fechada, em junho do ano passado, que existiria a reposição inflacionária dos dois últimos anos”, pontuou o vice-presidente do sindicato, Rodrigo Prado.
O presidente do Sintesac, Adailton Cruz, disse que a categoria se reúne na próxima terça-feira (5) em uma assembleia geral para discutir se continua ou não com o movimento. “O reajuste aprovado não é o que o governo se comprometeu, não é nem a metade do que foi acordado. Os trabalhadores estão muito decepcionado”, revelou.
Com informações G1 Acre

Leia Também:  Gladson vai ao DNIT e garante recuperação da BR 364, que o PT prometeu acesso de inverno a verão

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI