manchete

 Ladrões roubam fios e equipamentos da Rádio Difusora Acreana e maior emissora do estado está fora do ar

Published

on

Há três semanas a Rádio Difusora Acreana se encontra fora do ar devido ao furto de cabos conectores e uma gaveta de ressonância em seu parque de transmissão, no final do bairro da Sobral, periferia de Rio Branco.
O equipamento levado pelos ladrões foi retirado do transmissor central e não existe no mercado peça similar para reposição com a mesma codificação funcional da que foi roubada.
Se a direção da emissora não conseguir recuperá-la, o jeito é comprar outro transmissor. O problema é que custa em torno de 200 mil reais e a emissora não dispõe desse recurso.
A tal gaveta de ressonância é uma peça fabricada a base de cobre que só tem utilidade plugada no transmissor que possui o mesmo código de funcionamento dela.
Os ladrões levaram, também, mais de duzentos metros de cabo de cobre que conectavam os transmissores às antenas no alto da torre de transmissão.
O material furtado não tem serventia alguma, a não ser a comercialização nos sucatões para retirada do cobre a ser revendido para as fabricas de peças eletrônicas.
A direção administrativa da Rádio Difusora Acreana já registrou queixa do furto na delegacia da região e aguarda uma resposta da polícia.
Sua programação está restrita à Internet.

Leia Também:  VERGONHA, DESCASO, COMUNICAÇÃO EM CRISE: equipe de esportes da Difusora suspende transmissões e jornalismo da mais antiga do AC fica ameaçado

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

manchete

Servidores da Educação e Saúde do AC mantém greve após aprovação de reajuste e auxílio alimentação

Published

on

Servidores da Educação e Saúde do estado decidiram manter a paralisação das atividades e atendimentos após aprovação dos reajustes salariais e auxílio alimentação pelos deputados na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac). As categorias se reúnem na próxima semana para discutir os próximos passos da greve.
A greve da Educação começou no dia 16 de fevereiro. O motivo é a paralisação dos servidores da pasta por melhorias salariais, concurso público e outras reivindicações. Por conta da paralisação, o início das aulas foram adiadas do dia 4 de abril para o dia 11.
“Vamos fazer a assembleia na segunda-feira [4] às 9h no Centro. Não era o que queríamos, queremos manter nossa estrutura de carreira, os percentuais entre os níveis, manter os percentuais entre nossas referências e, infelizmente, nos tiraram tudo. Vamos apresentar e discutir como ficou o projeto”, afirmou a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), Rosana Nascimento.
Os sindicatos dos Trabalhadores em Saúde do Acre (Sintesac) e dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) também se posicionaram a favor da paralisação. Para o Sindmed-AC, a reposição de 5,42% é ofensiva e o governo descumpriu o acordo.
“O descumprimento do acordo representou uma grande decepção para a categoria, uma ofensa, pois já havia concordância, por meio de negociação fechada, em junho do ano passado, que existiria a reposição inflacionária dos dois últimos anos”, pontuou o vice-presidente do sindicato, Rodrigo Prado.
O presidente do Sintesac, Adailton Cruz, disse que a categoria se reúne na próxima terça-feira (5) em uma assembleia geral para discutir se continua ou não com o movimento. “O reajuste aprovado não é o que o governo se comprometeu, não é nem a metade do que foi acordado. Os trabalhadores estão muito decepcionado”, revelou.
Com informações G1 Acre

Leia Também:  Sesacre assina aditivo de R$ 13 milhões com Protege e os 180 vigilantes demitidos devem voltar ao trabalho

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI