manchete

Professora assume Instituto de Mudanças Climática do Acre; Mulher de Kinpara é exonerada para tratar câncer

Published

on

O Instituto de Mudanças Climáticas do Acre tem nova diretora presidente, com nomeação publicada na edição desta quinta-feira (11). A professora Joice Nobre é de Cruzeiro do Sul e tem experiência política, por ter chefiado o gabinete do deputado federal e hoje vice-prefeito de Cruzeiro Henrique Afonso.
A professora substitui Degmar Aparecida Ferreti, esposa do ex-reitor da Ufac, Minoru Kimpara, que ficou poucos meses no cargo.
Joice foi indicação pessoal de Minoru Kimpara, pois faz parte de seu grupo político, sendo inclusive suplente de senado na chapa do mesmo, quando disputou a eleição de 2018.
Degmar alegou problemas relacionados ao tratamento que faz contra um câncer para justificar sua saída e agradeceu ao governador Gladson Cameli pela oportunidade.
O IMC – Instituto de Mudanças Climáticas do Acre, foi criado recentemente e tem atribuições de planejar ações da política ambiental no estado e cumpre uma importante missão no organograma político do estado.
Em postagem no perfil de sua rede social, o governador Gládson Cameli agradeceu o período em que a esposa de Minoru esteve à frente do órgão e desejou sorte à diretora que chega.

Leia Também:  Mulher é detida em Mato Grosso por maus-tratos contra cadela

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

manchete

Servidores da Educação e Saúde do AC mantém greve após aprovação de reajuste e auxílio alimentação

Published

on

Servidores da Educação e Saúde do estado decidiram manter a paralisação das atividades e atendimentos após aprovação dos reajustes salariais e auxílio alimentação pelos deputados na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac). As categorias se reúnem na próxima semana para discutir os próximos passos da greve.
A greve da Educação começou no dia 16 de fevereiro. O motivo é a paralisação dos servidores da pasta por melhorias salariais, concurso público e outras reivindicações. Por conta da paralisação, o início das aulas foram adiadas do dia 4 de abril para o dia 11.
“Vamos fazer a assembleia na segunda-feira [4] às 9h no Centro. Não era o que queríamos, queremos manter nossa estrutura de carreira, os percentuais entre os níveis, manter os percentuais entre nossas referências e, infelizmente, nos tiraram tudo. Vamos apresentar e discutir como ficou o projeto”, afirmou a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), Rosana Nascimento.
Os sindicatos dos Trabalhadores em Saúde do Acre (Sintesac) e dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) também se posicionaram a favor da paralisação. Para o Sindmed-AC, a reposição de 5,42% é ofensiva e o governo descumpriu o acordo.
“O descumprimento do acordo representou uma grande decepção para a categoria, uma ofensa, pois já havia concordância, por meio de negociação fechada, em junho do ano passado, que existiria a reposição inflacionária dos dois últimos anos”, pontuou o vice-presidente do sindicato, Rodrigo Prado.
O presidente do Sintesac, Adailton Cruz, disse que a categoria se reúne na próxima terça-feira (5) em uma assembleia geral para discutir se continua ou não com o movimento. “O reajuste aprovado não é o que o governo se comprometeu, não é nem a metade do que foi acordado. Os trabalhadores estão muito decepcionado”, revelou.
Com informações G1 Acre

Leia Também:  Recado aos desesperados: "o Gladson tá tão fraco que tem 9 nomes fortes querendo ser vice e 5 querendo ser senadores na chapa dele"

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI