manchete

Vídeo: militar brasileiro mostra SW4 e Hilux roubadas e critica omissão da policia boliviana

Published

on


Um vídeo mostrando duas camionetes roubadas no Brasil já do lado boliviano revoltou policiais que estavam em território brasileiro. Eles não podiam fazer nada. O flagrante aconteceu na Vila Buena Vista, no Departamento de Santa Cruz.
A vila fica na fronteira com o Brasil na cidade Costa Marques, no estado de Rondônia. Para chegar até a vila da Bolívia é necessário fazer a travessia de barco.

Da cidade de Costa Marques, que tem pouco mais de 13 mil habitantes, os policiais viram uma SW4 e um Hilux, que chegam a custar no Brasil mais de R$ 600 mil.
Elas estavam com placas do Brasil e possivelmente foram roubadas e passadas em alguma região do rio que divide a fronteira.
Os agentes, enquanto fazem as imagens, criticam a conivência da polícia boliviana que, mesmo sabendo que os veículos vieram do Brasil, não foram questionar quem estava dirigindo.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Saúde concentra esforços para transferir 13 pacientes para Cruzeiro do Sul e 6 para Manaus ainda nesta segunda-feira
Advertisement

manchete

Servidores da Educação e Saúde do AC mantém greve após aprovação de reajuste e auxílio alimentação

Published

on

Servidores da Educação e Saúde do estado decidiram manter a paralisação das atividades e atendimentos após aprovação dos reajustes salariais e auxílio alimentação pelos deputados na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac). As categorias se reúnem na próxima semana para discutir os próximos passos da greve.
A greve da Educação começou no dia 16 de fevereiro. O motivo é a paralisação dos servidores da pasta por melhorias salariais, concurso público e outras reivindicações. Por conta da paralisação, o início das aulas foram adiadas do dia 4 de abril para o dia 11.
“Vamos fazer a assembleia na segunda-feira [4] às 9h no Centro. Não era o que queríamos, queremos manter nossa estrutura de carreira, os percentuais entre os níveis, manter os percentuais entre nossas referências e, infelizmente, nos tiraram tudo. Vamos apresentar e discutir como ficou o projeto”, afirmou a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), Rosana Nascimento.
Os sindicatos dos Trabalhadores em Saúde do Acre (Sintesac) e dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) também se posicionaram a favor da paralisação. Para o Sindmed-AC, a reposição de 5,42% é ofensiva e o governo descumpriu o acordo.
“O descumprimento do acordo representou uma grande decepção para a categoria, uma ofensa, pois já havia concordância, por meio de negociação fechada, em junho do ano passado, que existiria a reposição inflacionária dos dois últimos anos”, pontuou o vice-presidente do sindicato, Rodrigo Prado.
O presidente do Sintesac, Adailton Cruz, disse que a categoria se reúne na próxima terça-feira (5) em uma assembleia geral para discutir se continua ou não com o movimento. “O reajuste aprovado não é o que o governo se comprometeu, não é nem a metade do que foi acordado. Os trabalhadores estão muito decepcionado”, revelou.
Com informações G1 Acre

Leia Também:  Comissão aprova proteção de servidor ou militar que denunciar maus-tratos contra criança

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

RIO BRANCO

POLÍTICA

POLÍCIA

ACRE AGORA

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI